O que é que os portugueses mais procuraram em 2016? A Zomato responde!

Tal como aconteceu em Janeiro de 2016, a Zomato volta a partilhar os hábitos de pesquisa dos utilizadores nacionais da sua app: o tipo de refeição mais procurada mantém-se.

Os hábitos de comer fora em Lisboa e no Porto não mudaram muito num ano, conclui a Zomato. Na sua habitual infografia que mostra os comportamentos dos utilizadores, pode ver-se que a palavra mais procurada continua a ser ‘sushi’.

Contudo, e como este ano a Zomato não especifica a palavra mais pesquisada por cidade, como aconteceu em 2015, não podemos saber as diferenças de pesquisa entre Porto e Lisboa.

Assim, como a empresa dá apenas as palavras mais pesquisadas nas duas cidades em conjunto, ‘Brunch’, ‘Pizza’, ‘Pizzaria’ e ‘Italiano’ são as restantes palavras mais procuradas na Zomato.

Em relação a 2015, surgem ainda novas palavras no grupo das mais pesquisadas: ‘Vegetariano’, ‘Petiscos’ e ‘Peixe são todas novidades. No sentido inverso estão ‘Crepes’, ‘Gelado’, ‘Café’ ou ‘Hamburguer’, que desaparecem do top.

Se compararmos as duas infografias, podemos tirar ainda mais algumas conclusões. Por exemplo, a quota de utilizadores Android aumentou e e de iOS diminuiu: em 2015, 52% usava o sistema da Google e 48% preferia o da Apple para usar a Zomato; em 2016, estas percentagens passam para 55% e 45%, respectivamente.

Outro dado a reter é que o número de restaurantes lisboetas aumentou cerca de 500 espaços (de 13 200 para 13 770); no Porto, também houve mais espaços disponíveis na Zomato – de 3700 para 3831.

Em relação aos hábitos de pesquisas, Sexta é o dia que mais procuras gera na app e é às 11 e às 18 horas que a Zomato regista mais tráfego.

No que respeita aos locais onde os utilizadores mais pesquisam por restaurantes, o Parque das Nações, o Saldanha e o Chiado estão no topo, em Lisboa; já no Porto, Baixa, Matosinhos Centro e Gaia são as zonas principais.

Finalmente, em termos de “orçamento” para uma refeição, o preço médio que os utilizadores portugueses da Zomato estão dispostos a pagar é de 25 euros.

Pode fazer o download do PDF com todos os dados partilhados pela Zomato aqui.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].