Uma dieta vegetariana faz sentido ou é apenas uma moda? Afinal, há mesmo vantagens nutricionais em retirar ingredientes de origem animal de uma alimentação?

O restaurante 1828 juntou-se ao espanhol El Capricho, conhecido pelas suas carnes maturadas, para criar um menu de degustação que custa 90 euros.

Criou-se a ideia de que o consumo de carne, sobretudo da vermelha, é o grande inimigo da saúde. Mas, será mesmo a culpada pelas principais doenças?

Não é um restaurante, mas todos os meses tem provas de degustação; não é um talho, mas vende carne ao público. A Hangus assume-se como uma «beef boutique».

A moda de que devemos todos ser veggie que esforça-se mais para chamar a atenção para os efeitos nefastos da carne, que para as mais-valias dos vegetais.

O restaurante de grelhados a carvão Coal alargou a carta ao peixe, depois de quase nove meses a servir apenas carne.

O Biferia abriu em 2017 em Vila do Conde e andou a viajar durante cinco anos por várias cidades do Norte. Agora, chega ao Porto com as suas carnes maturadas na bagagem.

'A salsicha do futuro', o 'frango do futuro', as 'almôndegas do futuro' e o 'atum do futuro'. São tudo chavões de uma nova empresa que agora chega a Portugal e que quer vender "planta por lebre".

O restaurante RIB Beef & Wine Lisboa aderiu a um conceito que faz parte das normas de vários restaurantes: a possibilidade de levarmos o nosso vinho, de casa.

O Coal ('carvão', em inglês) abriu na Rua Amarela, em Cascais, com uma esplanada e um menu onde se destacam as carnes feitas na brasa.

Uma dupla de Fábios apostou num menu de carne e abriu um restaurante em Azeitão, Setúbal.

São quase quarenta anos de porta aberta em Arroios. O histórico restaurante Vasku's Grill tem uma nova gerência, mas a carta continua a ter os clássicos de sempre.