A produtora alentejana Howard's Folly apresenta um vinho tinto de vinhas velhas que de deve beber frio. O Freshco tem uma consciência ambiental.

Não é um restaurante, mas todos os meses tem provas de degustação; não é um talho, mas vende carne ao público. A Hangus assume-se como uma «beef boutique».

Apesar de a Nespresso ter um programa de reciclagem de cápsulas, ainda há muitos consumidores que os deitam no lixo. Com as Coffeeduck, há alternativa.

Vasos, puxadores para gavetas e acendalhas são algumas das reutilizações possíveis para as rolhas!

A cerveja distribuída em Portugal pelo Super Bock Group ganhou uma versão 0,0%, à semelhança do que já tinha acontecido com outras marcas.

A taxa de desbloqueio, que foi sempre um valor que os utilizadores pagaram para andar nas trotinetes eléctrica Lime, acabou.

Chama-se Honest Home Food e é um projecto do chef Ricardo Salsa. A ideia é ir até casa para fazer almoços ou jantares vegetarianos privados para amigos ou família.

A marca de sumos Tropicana prepara-se para lançar uns cereais com sabor a amêndoa e mel que, ao contrário do habitual, se misturam com sumo de laranja e não com leite.

O Instagram lançou, em Portugal, uma nova forma de ver resultados de pesquisas feitas com hashtags. Agora, passa a ser possível encontrar restaurantes num mapa.

O departamento Future Taste do Auchan continua a ser um viveiro de alternativas à carne. Agora, os hipermercados começaram a vender bacon vegetal da Vivera e jaca da Govinda.

O Burger King criou um biscoito para cães que pode ser incluído num pedido de entrega em casa. O Dogpper custa dois euros e sabe a carne grelhada.

A Universidade de Coimbra está a desenvolver várias receitas tradicionais que usam algas como ingrediente de base, de sopas a pudins.