Para muitos, as opções de sons e músicas de toque para o iPhone podem ser um pouco limitadas. Mas, este método, em que usamos uma app gratuita e ao GarageBand, vai dar-nos mais por onde escolher.

A marca viral de vinhos criada por Francisco Eduardo como resposta à pandemia e ao confinamento, tem uma nova colecção de nove garrafas.

A Universidade de Coimbra está a desenvolver várias receitas tradicionais que usam algas como ingrediente de base, de sopas a pudins.

Quase um ano depois, o espectáculo criado por Michel Simeão voltou ao São Jorge. As sessões iniciais esgotaram, mas há uma última oportunidade para entrar no Cinema Medo.

O novo Uno chega numa versão «selvagem, frenética e mais imprevisível que nunca». Neste baralho não há «correspondência de números e cores» como no jogo tradicional.

Uma das mais conhecidas (e misteriosas) obras de arte nacionais tornou-se uma cerveja Barleywine, feita com a «mais antiga receita de que há registo».

A marca lembra que os croissants já tinham uma receita sem ingredientes de origem animal; agora chega a certificação oficial V-Label da European Vegetarian Union.

Não é um restaurante, mas todos os meses tem provas de degustação; não é um talho, mas vende carne ao público. A Hangus assume-se como uma «beef boutique».

Apesar de a Nespresso ter um programa de reciclagem de cápsulas, ainda há muitos consumidores que os deitam no lixo. Com as Coffeeduck, há alternativa.

Chama-se Honest Home Food e é um projecto do chef Ricardo Salsa. A ideia é ir até casa para fazer almoços ou jantares vegetarianos privados para amigos ou família.

A SIBS criou aquele que será o primeiro modelo de cartão com indicações em braille. A ideia é dar aos cegos e amblíopes mais autonomia para reconhecer os vários tipos de suportes.

A Sage até pode ter dos electrodomésticos mais exclusivos do mercado, como as máquinas de café de 2500 euros, mas este forno para pizza dificilmente faz sentido no mercado português.