Tem móveis Ikea que já não quer? Troque-os por um cartão presente!

A Ikea acaba de anunciar em Portugal o programa de reutilização de móveis Segunda Vida. O objectivo é «optimizar o ciclo de vida dos produtos da marca sueca e promove uma economia circular».

O ano está a começar muito bem para quem é fã da loja de mobiliário sueca, que abriu o seu primeiro espaço em Portugal há 13 anos. Depois de ter inaugurado a loja online, na semana passada, a Ikea lançou um programa de recolha de móveis usados e a sua troca por cartões presente.

O programa ‘Segunda Vida’ está disponível nas lojas de Alfragide, Loures, Matosinhos e Braga. Os interessados em “despachar” mobiliário Ikea que já não queiram ou usem, têm de começar por preencher um formulário online, na página ikea.pt/segundavida.

Depois, há uma equipa da Ikea que «avalia o produto apresentado e propõe um valor, conforme os critérios tabelados», explica a empresa. «Depois de aceitar a proposta recebida, o passo seguinte é dirigir-se à loja escolhida, e trocar o produto pelo Cartão Presente».

Quando os produtos em segunda-mão chegam à loja, a Ikea pode colocá-los à venda no espaço de oportunidades (onde está, normalmente, mobiliário com defeito); a alternativa é a entrada dos mesmos no processo de reciclagem da marca.

«A sustentabilidade é umas das nossas grandes preocupações. Estamos muito orgulhosos por estarmos entre os primeiros países a implementar o projecto Segunda Vida. Este é mais um passo para permitir uma maior eficiência no ciclo de vida dos nossos produtos», diz Cláudia Domingues, directora de sustentabilidade da Ikea Portugal.

Mas o programa Segunda Vida não é a única novidade no que à reciclagem de produtos diz respeito. No seguimento desta iniciativa, a Ikea anunciou ainda a disponibilidade de uma nova gama de cozinhas feitas a partir de madeira e plástico reciclados, a Kungsbacka.

Cozinha Kungsbacka Ikea

«Criada em conjunto com um fornecedor italiano, estas cozinhas têm painéis frontais feitos a partir de película de plástico, originada pelo processo de reciclagem de garrafas de polietilenos (PET)», detalha a Ikea.

A título de curiosidade, com o material da reciclagem de 25 garrafas de plástico, de meio litro, a Ikea «consegue cobrir uma superfície de 40×80 cm da cozinha Kungsbacka», explica a responsável pela nova gama, Anna Granath.

Esta nova gama de cozinhas feitas a partir de materiais reciclados chega a Portugal no dia 15 de Fevereiro.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].