Cook4.me: a revolucão na forma de encomendar comida online

Há um serviço português que está a tentar chamar a atenção dos responsáveis da marca de electrodomésticos Electrolux para expandir o seu conceito a todo o mundo. Vamos ajudar?

A Cook4.me é uma start-up nacional com dois meses, que já teve o apoio da Vodafone, com um conceito bastante inteligente.

Esta marca portuguesa tem em carteira um conjunto de «chefs, estudantes e entusiastas de cozinha que confeccionam a comida a partir das suas casas». Todos recebem a alcunha ‘chefies’.

Ou seja, é a fórmula Uber, mais uma vez, a funcionar num tipo de serviço que nada tem que ver com automóveis. Há apenas um ‘catch’: a comida só pode ser encomendada para o jantar.

Ao todos existem seis menus que é possível compar on-line: Bifes, Bacalhau, Saladas, Massas, Tradicional e Veggie Lovers. O preço é de oito euros por porção, para uma pessoa. As entregas são gratuitas.

Segundo a Cook4.me, «todos os cozinheiros recebem formação em higiene e segurança alimentar e as suas cozinhas são licenciadas». Há ainda outra garantia: as refeições são preparadas «com os ingredientes mais frescos e por quem ama cozinhar».

Actualmente, a Cook4.me está no Top 50 do concurso internacional organizado pela Electrolux Ideas Lab, mas tem de ficar nos dez primeiros lugares até dia 17 de Novembro para que consiga ir até Estocolmo (Suécia), à sede da Electrolux.

Se este objectivo for conseguido, a Cook4.me vai ter direito a uma semana para fazer «networking com start-ups escandinavas e alguns líderes da Electrolux».

Para ajudar a Cook4.me a chegar longe nesta competição, pode votar aqui.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].