A ideia foi da start-up nacional Classihy: é uma app que permite dar gorjetas directamente a empregados de mesa e que pode servir para cumprir objectivos.

Quando Rita descobriu que ia ser mãe pela segunda vez, pensou numa marca com «produtos acessíveis e originais» para famílias numerosas - a Enzo & Eva.

Criada por Beatriz Almeida, a Cru é uma empresa familiar que pega numa das matérias-primas mais versáteis do País para criar artigos para a casa.

Marisa Gaspar, Mara Braga e Patrícia Almeida Coimbra encontraram uma forma de criar embalagens feitas a partir de cascas de batata, marmelos e crustáceos.

Era a pergunta que os amigos faziam ao chef Artur Norberto, na Quinta das Olelas, em Castelo Branco. O fruto da Beira Baixa ganha agora uma nova vida em forma de bombom.

Criada por Maria Lourenço, a [PH]ACT tem como pilares os conceitos de 'sustentabilidade' e 'transparência'. A oferta limita-se a quatro champôs sólidos e uma caixa de cortiça.

Há uma nova marca nacional de acessórios de luxo, com foco na sustentabilidade. A Ownever quer ser a Hermès portuguesa.

A Menos Hub mudou de nome para Impulso e tem um novo projecto para «apoiar pequenos negócios portugueses em plena pandemia», o Expansão.

A marca nacional AsPortuguesas segue um conceito que já está há algum tempo implementado noutras aplicações de venda de calçado: o recurso à realidade aumentada.

A startup nacional Bioprospectum identificou biomoléculas em rãs dos Açores que podem ajudar na luta contra a COVID-19.