A moda de que devemos todos ser veggie que esforça-se mais para chamar a atenção para os efeitos nefastos da carne, que para as mais-valias dos vegetais.

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) criou uma plataforma online para apoiar os seus produtores de vinho. Loja online nasce no Dott.

A VeganCare lançou quatro champôs sólidos: todos têm o selo V-Label (da União Vegetariana Europeia), que certifica vários produtos vegan e vegetarianos.

Há novas experiências gastronómicas e de lazer no Torre de Palma Wine Hotel, em Monforte, Alto Alentejo: de provas de vinho a viagens de balão.

Actualmente, sete dos vinhos da A&D Wines já têm certificação biológica, mas a ideia de produtora é ter todo o portfólio com este "carimbo".

Tem começado a dar nas vistas uma forma de ver a alimentação humana bem diferente da tendência de produtos de origem vegetal: a dieta carnívora.

A Starbucks tem uma série de estratégias e objectivos ambientais para cumprira em 2030. O objectivo é lutar por um futuro «resource-positive».

Quase todos os meses há restaurantes que anunciam um novo conceito. Mas o Kitchen Dates parece ter mesmo qualquer coisa da diferente.

As novidades são duas bebidas, ambas à base de amêndoa e sem lactose, da Vida Celeiro, a marca própria desta loja. Cada garrafa de 250 ml.

A BIOS tem uma tecnologia circular de «utilização e sequestração de dióxido de carbono» que promete revolucionar o consumo de vegetais na Nova SBE.

Não é todos os dias que podemos beber vinhos que "nasceram" nas encostas de um vulcão activo, neste caso o Etna. A oportunidade está no Adegga WineMarket.