Verão em tons de branco: 14 vinhos para reforçar a garrafeira (e o frigorífico) em Agosto

©Alexandra Dementyeva
©Alexandra Dementyeva

No Verão, os vinhos brancos entram a gosto e estas são as nossas catorze sugestões para beber nos dias mais quentes que ainda estão para vir – esperamos nós.

Sejam saladas, peixe grelhado ou aquele arroz de marisco com um travo a picante que esperam por nós ao almoço, há muitos vinhos brancos para fazer o pairing ideal. Temos mais de duas mãos cheias de sugestões, do Alentejo ao Minho.

Távora Varosa Lés a Lés

©Távora Varosa Lés a Lés
De uma região ainda pouco conhecida do grande público (fica nas Beiras), este branco de 2019 foi feito com duas castas: 50% de cerceal e 50% de malvisa fina. Deve ser bebido a uma temperatura entre 8 e 10 graus.

Mainova Branco 2020

©Mainova Branco 2020
A produtora de vinhos bio e vegan do Alentejo tem uma nova versão do seu branco, que se distingue pelas «notas cítricas e de fruta fresca»; o final de boca é «fresco e persistente». Antão Vaz, Arinto e Verdelho são as castas usadas.

Monólogo Avesso 2020

©A&D Wines Monólogo Avesso
A A&D Wines lançou quatro novos brancos para o Verão – o Avesso é um deles. Este vinho tem «notas subtis de fruta tropical»; no nariz é de «aroma fresco, notas de flores brancas, tomilho e líchias», incluindo notas de «goiaba e pêra».

Soalheiro Germinar Loureiro 2020

©Soalheiro Germinar 2020
Este é o «primeiro Loureiro de influência atlântica no vale do rio Minho», diz a produtora. Esta casta dá ao vinho um «aroma floral muito particular, acidez vincada e uma concentração de sabores minerais distinta do habitual». Vai bem com peixe, marisco, cozinha asiática e ceviches.

Pôpa Curtimenta Branco 2019

©Pôpa Curtimenta
É o «cool side» dos vinhos da Quinta do Pôpa. O Curtimenta (Viosinho e Verdelho) é um branco «gentil, elegante, fresco e com alguma mineralidade», com «notas cítricas» e uma «persistência aromática grande». O teor alcoólico é de 10,5%.

Freixo Sauvignon Blanc 2020

©Freixo Sauvignon Blanc
Do Redondo, no Alentejo, chega um branco com uma paleta de aromas que inclui «flor de jasmim, lima, maçã verde e erva fresca». A Herdade do Freixo diz que, na boca, é «refrescante e vibrante, terminando persistente e elegante».

Quinta da Pedra Cavada Reserva 2020

©Quinta Pedra Cavada Reserva Branco
Este vinho do Douro Superior (vinhas a mais de 650 metros) está à venda no Continente por 7,99 euros. Tem notas «intensas de fruta e madeira» e acompanha bem «peixes grelhados e arrozes», uma vez que é um vinho «tenso» e tem «boa acidez».

Série Ímpar Retorto 2018

©Série Impar
Nasceu das vinhas velhas da Serra de São Mamede, em Portalegre, feito com um blend de Arinto, Roupeiro, Bical, Fernão Pires e Tamarez. Tem uma «grande frescura, pureza e complexidade»; com 12,5% de teor alcoólico, deve ser servido a doze graus.

BSE 2020

©BSE
É um dos clássicos do Verão. O Branco Seco Especial da José Maria da Fonseca (Arinto e Antão Vaz) tem aromas «exóticos e tropicais de manga, maracujá e papaia»; no palato «revela-se fresco e suave, com notas agradáveis de fruta». A produtora recomenda pairing com peixe, saladas e mariscos.

Tons de Duorum Branco 2020

©Tons de Duorum JPR
Outra presença obrigatória nas listas de sugestões de brancos para o Verão é o Tons de Duorum, de João Portugal Ramos. É um vinho de «aroma intenso dominado pelos frutos cítricos, tropicais e florais» para acompanhar «pratos de peixe, de carne branca, massas e saladas».

Esporão Private Selection Branco 2019

©Esporão Private Selection
Com um estágio de quase seis meses em barricas de carvalho francês e mais seis em garrafa, o resultado é um vinho com «perfil complexo, profundo e distinto». Este branco tem aromas de «ameixa branca e limão maduro, amêndoa fresca, especiarias e chocolate branco».

Guru Douro 2020

©Wine & Soul Guru
Com um PVP a rondar os trinta euros, este vinho da Wine&Soul é um blend das castas Viosinho, Rabigato, Códega do Larinho e Gouveio. Tem «aromas de flores brancas, toranja, lima», notas «minerais» e revela-se «muito longo, com boa textura».

Quinta de Chocapalha Chardonnay 2020

©Quinta Chocapalha Chardonnay
De Alenquer vem um branco «muito aromático e fresco» com uma «grande mineralidade», de cor «intensa e brilhante». Segundo a produtora, é «ideal» para acompanhar pratos leves de Verão.

Domaine du Chardonnay Petit Chablis 2019

©Domaine du Chardonnay Petit Chablis 2019
Este ano, os vinhos da Domaine du Chardonnay chegaram a Portugal pela mão da Unlock Wines: ao todo há seis referências. Este é o mais leve da gama, com 12,5%. Tem cor amarela clara e é um branco «fresco e com notas citrinas» que faz pairing com saladas e marisco.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].