Portugal tem novos restaurantes com Estrelas Michelin!

A gala de 2017 do Guia Michelin Espanha e Portugal confirmou a atribuição de novas estrelas a restaurantes portugueses; há oito estreias e dois restaurantes a “bisar”!

Tal como tinha sido avançado por Angel Pardo-Castro, responsável de comunicação da Michelin, o “guia vermelho” foi reforçado com sete novos restaurantes portugueses, cujos chefs que passam agora a poder dizer que têm uma estrela no currículo.

Alma (Henrique Sá Pessoa), Antiqvvm (Vítor Matos), Casa de Chá da Boa Nova (Rui Paula) , LAB by Sergi Arola (Sergi Arola e Milton Anes), L’AND (Miguel Laffan), Loco (Alexandre Silva) e William (Luís Pestana e Joachim Koerper) são as sete novas estrelas Michelin em Portugal. 

Eleven (Joachim Koerper), Feitoria (João Rodrigues), Fortaleza do Guincho (Miguel Rocha Vieira), Henrique Leis (Henrique Leis), Largo do Paço (André Silva), Bon Bon (Rui Silvestre), Pedro Lemos (Pedro Lemos), São Gabriel (Leonel Pereira) e Willie’s (Willie Wurger) mantêm as estrelas ganhas na edição anterior do Guia Michelin.

Os restaurantes que ganharam a sua segunda estrela Michelin foram o Il Gallo d’Oro (Benoît Sinthon) e o The Yeatman (Ricardo Silva). 

Belcanto (José Avillez), Ocean (Hans Neuner) e Vila Joya (Dieter Koschina) conseguiram segurar as duas estrelas que obtiveram no Guia Michelin 2016.

José Avillez e outros chefs portugueses assinalaram as novas conquistas para Portugal com uma foto de “equipa” publicada pelo chef do Belcanto na sua página oficial do Facebook.

As Estrelas Michelin são uma distinção dada aos melhores restaurantes do Mundo, reunidos pela marca de pneus num guia. As origens desta publicação temos de recuar até 1900, quando André Michelin (fundador da Compagnie Générale des Établissements Michelin) decidiu criar um guia turístico para promover viagens de automóvel, meio de transporte que, na época, era uma novidade.

O objectivo de André Michelin era reunir restaurantes e hotéis num roteiro para cativar as pessoas a comprar carros para viajar e, assim, fazer crescer o seu negócio de pneus. Com o passar dos anos, o Guia Michelin ganhou credibilidade e começou a ser o principal catálogo dos melhores restaurantes e hotéis de França e, mais tarde, de todo o Mundo.

O máximo que um restaurante pode conquistar são três estrelas Michelin, “honra” que cabe apenas a quase 120 restaurantes em todo o mundo, a maior parte deles no Japão e em França. O restaurante que mantém estas três estrelas há mais tempo é o francês L’Auberge du Pont de Collonges (Lyon): a terceira foi ganha em 1965.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].