Peixe em Lisboa tem um “lago” novo na capital

De 30 de Março a 9 de Abril, o festival gastronómico Peixe em Lisboa regressa à cidade e vai dar vida a um espaço que, actualmente, vive ao abandono.

Em ano de décimo aniversário, são duas as grandes mudanças que vão definir a realização do Peixe em Lisboa em 2017. A primeira é a organização: à Associação de Turismo de Lisboa (ATL) junta-se o consórcio Dot Global + Lufthansa Ground Service Portugal.

A segunda é a mudança de sítio – do tradicional Pátio da Galé para um dos edifícios abandonados mais conhecidos de Lisboa, o Pavilhão Carlos Lopes, no Parque Eduardo VII.

A responsável pela exploração deste espaço é precisamente uma das organizadoras do Peixe em Lisboa, a ATL.

Um dos objectivos da nova gestora deste evento gastronómico é «criar experiências gastronómicas para toda a família», como refere Diogo Marques, director-geral da Dot Global, que promete ainda: «Vamos inovar, expandir e comunicar a nossa gastronomia além fronteiras».

O Peixe em Lisboa é um acontecimento que promove a degustação de pratos de peixe, vinhos e sobremesas de vários restaurantes nacionais. O evento funciona com um modelo de compra de senhas que depois podem ser trocadas por menus, situação que ainda está dependente de confirmação por parte dos organizadores.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].