A notícia chegou em Maio: a Uber estava a liderar uma ronda de investimento na Lime no valor de 170 milhões de dólares. O negócio avançou mesmo.

Numa semana, duas das plataformas de aluguer de trotinetas eléctricas com presença em Lisboa anunciaram o regresso às ruas: Lime e Frog.

Um dos três principais players do aluguer de trotinetas e bicicletas eléctricas em Lisboa anunciou um reforço: já há mais de 2500 veículos Jump.

Fevereiro traz duas novidades ao mercado da mobilidade eléctrica alternativa. A Bolt disponibilizou as suas trotinetas e a Hive começou a oferecer viagens.

Lime e Bird são as duas grandes empresas de trotinetas eléctricas nos EUA, mas na Europa a realidade é bem diferente. Com a compra da Circ, isso pode mudar.

Era um dos objectivos do grupo Now, que já tinha sido anunciado no princípio de Junho. A inclusão das trotinetas da Hive na app da Free Now é uma realidade.

A Circ torna-se a primeira app do género a ter assinaturas mensais para trotinetas, sem restrições. A Uber anunciou um, mas foi em projecto-piloto.

Com a chegada as trotinetas eléctricas Jump, a Uber passa a ser a marca com mais opções de mobilidade alternativa em Lisboa e Portugal.

As trotinetas eléctricas facilitaram a mobilidade urbana mas também são encaradas com praga. Paris está a sofrer com a saturação e tem novos "pescadores".

Quem quiser usar uma trotineta Hive e tiver um iPhone com iOS 13 não vai conseguir. A culpa é de um bug que impede o desbloqueio do veículo.

A CM Porto aprovou um novo regulamento que coloca uma série de restrições à circulação de trotinetas eléctricas: pontes, jardins e praças ficam de fora.

A Voi já tinha feito o teste durante o NOS Alive e agora passa a valer durante Setembro. A marca deixou ainda de ter trotinetas no centro de Lisboa.