E se um chef fosse até casa e preparasse um brunch? É o que faz a Hone, com serviço de mesa e limpeza inlcuida

©Hone
©Hone

Os serviços de chef em casa não são uma novidade em Portugal e agora há mais uma empresa a prometer este “luxo”. A Hone faz almoços e jantares, mas o destaque é o brunch.

«Levamos todos os ingredientes para a casa dos clientes e, na sua cozinha, confeccionamos tudo de raiz. Bolos, panquecas, sumos naturais, ovos Benedict. As únicas excepções deverão ser o pão, os croissants, o queijo, mas até a manteiga de ervas é feita na casa do cliente».

Foi assim que a Hone (Home of New Experiences – em português, ‘casa de novas experiências’) esclareceu como é feito serviço que nos leva um chef até casa para fazer o brunch – à partida, esta refeição pode ser mais simples de preparar, mas a Hone garante que toda a confecção é feita em casa – e não só.

«O serviço inclui profissionais qualificados para fazer o serviço de mesa, que levam ainda todo o material necessário para a sua realização (desde talheres à loiça, atoalhados e decoração de mesa), bem como para fazer de limpeza», esclarece a empresa.

©Hone
©Hone | O serviço de brunch inclui limpeza e empregados que põe a mesa e servem a refeição.

Preços começam nos 35 euros por pessoa

Neste momento, há apenas um menu de brunch que pode ser “contratado”, o D. Maria, com pão, croissant e scones; manteiga, queijo fatiado, queijo fresco, fiambre, bacon, fruta variada, salmão fumado, abacate, ovos mexidos, compota, mel e Nutella.

Há ainda taça de iogurte (granola, frutos secos e fruta variada), sopa do dia, ovos Benedict, panquecas, bolo do dia; e as bebidas – mimosa, sumo de laranja natural, capuccino, chá e café.

O preço depende do número de pessoas: para um mínimo de quatro, fica por 35 euros/pax (140 euros); o número máximo de pessoas previsto pela Hone para um serviço de brunch é vinte – aqui o preço desce para 20 euros/pax (400 euros).

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].