Restaurante Âmago volta a abrir com dois menus de degustação onde cada prato só tem uma cor

©Âmago
©Âmago

Um dos restaurantes mais intimistas de Lisboa (tem apenas uma mesa com dez lugares) reabriu e passa a contar com dois menus de degustação… monocromáticos.

Quase um ano depois de ter aberto as portas em Lisboa, o Âmago está de volta depois de ter estado fechado durante uma temporada, na sequência do segundo confinamento, em 2021.

O restaurante de Marta Caldeirão e André Coelho (que também estiveram “entretidos” com o The Sandwich Project, em 2020) tem agora dois menus de degustação, um upgrade em relação ao conceito anterior: apenas um menu fixo, sem hipótese de escolha, por quarenta euros.

Menus de degustação do Âmago custam 45 e 64 euros

A novidade são dois menus de degustação monocromáticos «em que cada prato destaca um ingrediente e a sua cor», explicam Marta e André, com aposta nos vegetais. «São os legumes que assumem o palco, a proteína animal é remetida para segundo plano», dizem os chefs.

Por exemplo, um dos pratos é totalmente laranja (foto de destaque), com cenoura em várias texturas: puré, chips e um leche de tigre feito com sumo natural deste legume. Aqui, junta-se a «gamba da costa curada e levemente braseada» para «complementar e equilibrar a doçura natural do ingrediente principal».

Os menus custam 45 (sete pratos) e 64 euros (dez pratos), com entradas, pratos principais e sobremesas. As reservas, que estão limitadas a uma mesa única de dez lugares, são feitas pelo 913 701 177 ou através do email [email protected]. Uma vez que o restaurante não tem esplanada, é indispensável a apresentação de um certificado de vacinação ou de um teste COVID-19 negativo.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].