Vinhos Rose

9 vinhos rosés para dar mais cor ao Verão

por • 27 Julho, 2017 • Bebidas 🍷, Verão ☀️Comentários fechados em 9 vinhos rosés para dar mais cor ao Verão306

Depois dos brancos e dos tintos, chegam os rosés. Vinhos leves, são excelentes sugestões para acompanhar refeições mais frescas. Ou então, para acompanhar um sunset com a goela em festa.

Farto de alternar entre vinhos brancos e tintos? Então estas nove sugestões vêm mesmo a calhar. No seu próximo jantar ou almoço arrisque num rosé e surpreenda-se a si e aos seus amigos.

Mas há uma pergunta legítima: de onde vem a cor rosa que caracteriza este tipo de vinhos? Haverá alguma uva rosé, como há as brancas e as pretas?

É João Guedes, do site Vinha que nos explica: «Na verdade, apesar de não existirem uvas de cor rosé, há quatro formas de fazer este tipo de vinho». Pode ler as explicações completas aqui.

Depois de esclarecido, siga então as nossas sugestões: temos, para si os melhores rosés para este Verão, onde a cor rosa casa na perfeição com a tendência ‘flamingo‘ que parece ter tomado conta da estação mais quente do ano!


1 – Santos da Casa | Douro

Santos da Casa
Do Norte, vem a sugestão mais fresquinha desta lista de Verão: foi hoje que ficámos a conhecer o novo vinho da Santos da Casa. Criado, na sua maioria, a partir de uvas da casta Touriga Nacional (90%, mas tem também Tinta Roriz), apresenta-se leve e fresco.

O Santos da Casa Rosé mostra uma cor delicada de pétala de rosa clara com aroma de fruta fresca de morango e pêssego.
Vai bem com: um peixinho grelhado e uma salada de tomate com pepino
Teor alcoólico: 12,5%
Ano: 2016
Preço: sob consulta


2 – Quinta de Cidrô | Douro

Cidro
Feito como se de um branco se tratasse, a partir das castas autóctones Touriga Nacional e Touriga Franca, o Quinta de Cidrô Rosé tem intensas notas florais, combinadas com frutos vermelhos.

Refrescante e equilibrado por uma boa acidez, apresenta um final de boca aveludado e mineral.
Vai bem com: pizzas, carpaccios e saladas
Teor alcoólico: 13,5%
Ano: 2016
Preço: €9,55


3 – Vale de Lobos | Santarém

Vale de Lobos
As uvas das castas Touriga Nacional e Aragonês foram vinificadas logo na recepção, depois do desengace e de um ligeiro esmagamento. O mosto limpo foi decantado a 14º C durante 48h, fermentou a temperatura controlada de 16º C após o qual estagiou durante 2 meses em cascos de carvalho americano.

O resultado é um vinho intenso no aroma, com notas de frutos vermelhos e pêssego. No final revela-se macio e persistente.
Vai bem com: massas, pratos de peixe e como aperitivo
Teor alcoólico: 12%
Ano: 2016
Preço: €3,67


4 – Quinta Nova | Douro

Quinta Nova
A colheita de 2016 tem uma lista de espera, por isso o mais certo é dar com a de 2015. Neste vinho, a Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo usa uma técnica francesa de prensagem de uvas tintas chamada ‘blancs des noirs’: a Tinta Roriz dá-lhe robustez e a Tinta Francisca entra com suavidade e elegância.

Se o conseguir encontrar, fica a promessa de um vinho com uma cor salmão brilhante, e uma estrutura elegante. É um vinho intenso, fresco e com um equilíbrio perfeito entre a acidez, os aromas e as notas de madeira.
Vai bem com: abanicos de porco preto grelhados com couscous
Teor alcoólico: 13,5%
Ano: 2016
Preço: €12,80

Aproveite para comprar estes saca-rolhas originais!


5 – Croft Pink | Douro

Croft Pink
A marca chama-lhe o «lado cool do vinho do Porto». O Croft Pink foi apresentado no Festival Meo Marés Vivas 2017 e tem como objectivo aproximar-se de um público mais jovem.

Este rosé inusitado é caracterizado pela sua frescura e delicadeza, enquanto herda a elegância e o carisma próprios do vinho do Porto. Esta junção confere-lhe uma identidade única, na qual dominam inconfundíveis aromas de framboesa.
Vai bem com: uma sobremesa ou parte de um cokctail; nem pense em “gastar” este “tesouro” às refeições!
Teor alcoólico: 19,5%
Ano: 2016
Preço: €9,79


6 – Titular Rosé Blush Edition | Dão

Titular
Feito exclusivamente de uvas da casta Touriga Nacional, sujeitas a ligeira prensagem, este vinho tem uma cor leve, mas nem por isso deixa de ser um vinho complexo e estruturado.

A Caminhos Cruzados escolheu usar apenas garrafas magnum para este rosé, que se apresenta jovem, com boa acidez, estrutura e aromas de fruta vermelha. Destacam-se as notas de morangos frescos e o seu final persistente.
Vai bem com: salmão grelhado ou um bife de atum na brasa
Teor alcoólico: 12,7%
Ano: 2016
Preço: €4,90


7 – Manuela | Dão

Manuela
Com um nome que é uma homenagem a uma das mulheres da família de Lemos, este é o primeiro rosé da produtora Quinta de Lemos.

O Manuela Rosé surpreende pelas notas aromáticas e pelo volume e estrutura que apresenta na boca, contrariando o conceito do rosé social, fresco e leve. Resumindo: é um vinho gastronómico, denso e estruturado.
Vai bem com: uma costeleta de novilho grelhada com salada de tomate
Teor alcoólico: 12,5%
Ano: 2015
Preço: €25,50


8 – Lua Cheia em Vinhas Velhas | Douro

Lua Cheia
Com um rosa muito pálido, a proposta da nossa conhecida produtora Lua Cheia em Vinhas Velhas destaca-se pela intensidade aromática onde a framboesa e violeta dominam. Jovem, fresco e equilibrado, este rosé é persistente e tem uma longevidade entre três a cinco anos.
Vai bem com: marisco, cozinha oriental, carnes brancas e massas
Teor alcoólico: 12,5%
Ano: 2016
Preço: €5,50


9 – Assobio | Douro

Assobio
Para terminar esta lista, um clássico da Herdade do Esporão. Este vinho de cor salmão é elegante no aroma, onde sobressaem os frutos vermelhos em conjunto com alguns vegetais que lhe conferem maior frescura.

No palato é delicado, com boa acidez e um final persistente.
Vai bem com: uma pizza margherita tradicional
Teor alcoólico: 13,5%
Ano: 2016
Preço: €5,99


NOTA DA REDACÇÃO: as descrições dos vinhos são da responsabilidade das próprias produtoras.

Artigos Relacionados