Leilão com obra de Vhils vai reverter para a luta contra a Lupus

O segundo festival Rimas e Batidas vai ter, este ano, um propósito especial: será consagrado à memória do rapper J Dilla e vai contar com um leilão solidário.

No ano em que se completa uma década sobre o desaparecimento de J Dilla, o Rimas e Batidas vai dedicar a sua programação ao rapper norte-americano que morreu de ataque cardíaco em 2006, na sequência de um diagnóstico de Lupus.

O festival ficará ainda marcado pelo leilão de uma peça de arte de Vhils (com as dimensões 50×70 cm, de uma série limitada de cinco exemplares), cujos lucros vão reverter na totalidade para a Associação dos Doentes com Lupus em Portugal.

Este leilão (aberto a todas as pessoas) estará activo até à meia-noite de 18 de Abril, véspera do Rimas e Batidas 2016, na página de Facebook do Rimas e Batidas. As licitações podem ser feitas na caixa de comentários do post que está em destaque nessa página.

A peça de Vhils (foto em baixo) será depois entregue ao vencedor na tarde de dia 20 de Abril, no espaço Underdogs (onde acontece o festival), perto do Cais Sodré.

Vhils Dilla

O vencedor do leilão será depois convidado a testemunhar a entrega do valor conseguido à Associação dos Doentes com Lupus em Portugal. Além disso, «todos os documentos que atestem a seriedade do gesto serão tornados públicos», garante a organização do Rimas e Batidas.

Esta não é a primeira vez que uma obra de Vhils será leiloada para caridade: o artista português já tinha cedido outra obra sua para ajudar a Wings for Life em 2014.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].