Primeira série portuguesa original Netflix chama-se Glória e vai começar a ser gravada no Ribatejo

©Netflix
©Netflix

Glória é uma co-produção do Grupo SP Televisão com a RTP, com uma história que se passa nos anos sessenta.

Quase cinco anos depois de se ter estreado em Portugal, a Netflix anuncia a sua primeira série original portuguesa: Glória, uma co-produção com a SPi e a RTP, que vai começar a ser gravada ainda este ano entre Lisboa e o Ribatejo. O realizador é Tiago Guedes (A Herdade).

O nome da série é inspirado, precisamente, na aldeia da Glória do Ribatejo, «onde se situa a RARET, centro de transmissões americano que emite propaganda Ocidental para o Bloco de Leste» – a história passa-se nos anos sessenta (em época da Guerra Fria) e será um «thriller de espionagem histórico».

Glória na Netflix só em 2021?

O protagonista é João Vidal, «um jovem de família com ligações ao Regime Fascista Português, que é recrutado pelo KGB depois de se politizar a Guerra Colonial».

O elenco também já foi confirmado pela Netflix: Miguel Nunes, Carolina Amaral, Victoria Guerra, Afonso Pimentel, Adriano Luz, Joana Ribeiro, Marcelo Urgeghe, Sandra Faleiro, Carloto Cotta, Maria João Pinho, Inês Castel-Branco, Rafael Morais e Leonor Silveira.

Para já, ainda não há data de estreia oficial de Glória na Netflix, mas é provável que a série só fique disponível na plataforma de streaming no final de 2021.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].