Seagan Akla

Já ouviu falar na dieta seagan? O vegan que vem do mar acaba de dar à costa no restaurante Akla

por • 11 Outubro, 2019 • RestaurantesComentários fechados em Já ouviu falar na dieta seagan? O vegan que vem do mar acaba de dar à costa no restaurante Akla489

A moda apareceu em 2016 com o livro Seagan Eating de Amy Cramer e Lisa McComsey, mas nunca chegou em força a Portugal. Com o novo menu do Akla, isso pode mudar.

Como se chama um vegan que só consome produtos de origem vegetal, mas que ocasionalmente inclui marisco e peixe na sua dieta. Se está a pensar em pescetarianismo, engana-se. A palavra certa é ‘seagan’.

A dieta seagan começou a ser popularizada, nos EUA, em 2016 quando Amy Cramer e Lisa McComsey lançaram o livro Seagan Eating: The Lure of a Healthy, Sustainable Seafood + Vegan Diet.

Seagan, a dieta vegetal que inclui peixe e marisco

Ao contrário do pescetarianismo, em que é admitido o consumo de ovos e lacticínios, os seagans têm uma alimentação essencialmente vegetal, incluindo algas, mas juntam, peixe e marisco capturados de forma sustentável, sem que haja um consumo regular.

Pode parecer estranho que se junte a palavra ‘vegan’ (que na verdade é um estilo de vida que excluiu qualquer produto de origem animal, e não uma dieta), à palavra ‘sea’ (mar), juntando marisco e peixe (o que é totalmente contra os princípios do veganimso), mas é isso mesmo que acontece com esta corrente.

Se acha esta proposta gastronómica curiosa e quiser experimentar o que consome um seagan, pode dar o primeiro passo no Akla, o restaurante do hotel InterContinental Lisboa. A “culpa” é do chef Eddy Melo, que decidiu incluir cinco destes pratos por semana, no novo menu de Outono.

Nesta viagem ao mundo do seaganismo, Eddy Melo conta com a ajuda de Sarah Maraval, uma ex-publicitária que tem uma empresa de catering chamada The Green Chef, onde apenas usa ingredientes orgânicos, não processados, locais e sazonais.

Prato seagan é cozinhado ao vivo por Sarah Maraval, às Quintas

Eddy Melo e Sarah Maraval propõe um prato seagan que promete juntar algas, a outras plantas marinhas e, «pontualmente», a peixe e crustáceos. «Com a riquíssima costa que o nosso País tem, faz todo o sentido», diz a dupla de chefs.

Todos os dias ao almoço, há um novo prato seagan para experimentar e, às Quartas-Feiras, Sarah Maraval estará a preparar a refeição na sala do Akla, ao vivo – uma das opções vai ser o «crudívoro de noodles de algas Kelp, com pepino, maçã verde, manga e gengibre, pickles caseiros de cebola roxa e ovas de salmão, com crocante de sementes de sésamo», revela a ‘green chef’.

Seagismo à parte, Eddy Melo tem propostas que continuam a apostar na carne como ingrediente principal: exemplo disso são o entrecôte de vitela galega e o chuleton galego. Nas entradas, o chef sugere ceviche de atum dos Açores, com cenoura bio picante, abacate e tobiko wasabi, ou o pica-pau do lombo.

No peixe, o destaque de Eddy Melo vai para o robalo grelhado com creme de topinambur, limão confitado, amêndoa e salicórnia e para o atum grelhado com feijão verde, lentilha beluga e pickles de manga picante e azeite.

Os pratos seagan de Sarah Marval estão apenas disponíveis ao almoço, mas toda a nova carta de Outono do restaurante Akla, no Intercontinental Lisboa, está disponível quer ao almoço, que ao jantar. Para reservas pode usar o email [email protected] ou pelo telefone 218 818 700.

Akla Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato