Infame Pork Bhattarai

Sabores cítricos, picantes e ácidos com influências orientas na nova carta do Infame

por • 28 Junho, 2018 • RestaurantesComentários fechados em Sabores cítricos, picantes e ácidos com influências orientas na nova carta do Infame974

Um dos nossos restaurantes preferidos em Lisboa, o Infame (do Hotel 1908) renovou a sua carta para incluir sugestões de Verão. O chef Nuno Bandeira de Lima inspirou-se na Ásia.

O Infame é daqueles restaurantes em que os jantes são uma experiência completa: desde o humor reflectido no nome dos pratos, aos cocktails de assinatura, até ao ambiente e serviço.

Já visitámos o Infame e a nossa crítica foi bastante favorável. Na altura, a carta tinha pratos como o Trio Admira 2.0, Cruella de Veal (uma costeleta com 800 gramas dry-aged) ou Ham Solo (Lombinho, pezinhos, migas de enchidos e pipoca de porco), prova de que um restaurante não precisa de ser formal para ser bom.

E, tal como aconteceu com a renovação da carta de Inverno, também a de Verão vai beber inspirações à Ásia, mantendo-se o Japão como país de ligação entre estas duas cartas.

Da Tailândia, China e Nepal chegam novos ingredientes, texturas e sabores que dominam a carta de Verão do Infame. «Continuamos a apostar na mistura de culturas e a trazer para a mesa influências orientais e asiáticas, com sabores cítricos, picantes e ácidos», explica Nuno Bandeira de Lima.

Porém, nem só de novidades vive o Infame, já que o chef optou, e bem, por manter no menu «pratos ‘vencedores’ da antiga carta»: assim, pratos como o Trio Admira ou o Guelra e Paz mantêm-se na carta de Verão. Infelizmente, sugestões como o Ham Solo ou o Cruella de Veal desapareceram de vez.

Mas os nomes dados aos pratos continuam a ter o toque de humor que a que já estamos habituados no Infame. Nas entradas, agora temos o Shrimply the Best (remete para a música, Simple The Best, de Tina Turner): camarões com molho de malaguetas, coco ralado, sésamo e pickles de pepino.

O menu passa a contar, agora, com uma nova opção vegetariana, o Gnocchin’ on Heaven’s Door (Knockin’ On Heaven’s Door, música de Eric Clapton). Este prato traz gnocchis de batata doce roxa com legumes chineses e fruta.

No peixe, o chef misturou o nome inglês de ‘atum’ (tuna) com a modificação de automóveis e criou o Tunning: tataki de atum envolto em alga nori, legumes asiáticos, lótus, arroz e molho para temperar. Ainda nos pratos de peixe há o Sea of Gnocchi (gnocchis de batata doce, com camarão, bivalves, shimeji e coentros).

Os pratos de carne (cinco opções) já não têm dois dos grandes clássicos, como já referimos, mas contam com duas novidades. A primeira é o Pork Bhattarai (porco frito crocante com um molho agridoce oriundo de Catmandu) servido com arroz thai, ovo a baixa temperatura e o pão indiano (na foto, em cima).

A segunda é o Alive and Chicken (Alive and Kicking, dos Simple Minds), que junta o clássico frango grelhado com uma salada crocante, arroz thai e um tempero com molho picante (se desejar).

Finalmente, nas sobremesas, a carta divide-se para ter uma secção de Clássicos do Infame com duas referências: Bolo Má Vida e a Bomba de Chocolate.

Aqui, as novidades são o Panna Citrus (panna cotta de yuzu, texturas de tangerina com zest de citrinos) e o If You Like Piña Coladas (gelado de coco com abacaxi, marshmallow, gomas e hortelã).

O Infame tem as portas abertas ao almoço e ao jantar, de Domingo a Quinta-Feira nos horários das 12 às 15 e das 19 às 22. Às Sextas e Sábados, ao jantar, a cozinha fecha às 23 horas. As reservas podem ser feitas pelo número 218 804 008.

Infame Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish