Há novas aulas, programas e actividades no HUTHome O acesso continua gratuito para sócios e não-sócios.

Os ginásios são dos negócios que mais sofreram com a pandemia de COVID-19 e a All United Sports traça agora um cenário negro para o sector, quando se fizer o balanço do ano.

A Sonae têm uma nova cadeia de ginásios low-cost que pega na experiência dos Solinca e a aplica a um conceito mais democrático. Os preços começam nos 2,99 por semana.

Os movimentos mais zen do yoga juntam-se à intensidade das aulas de cárdio/força e bicicleta neste novo ginásio de Lisboa, cujo conceito é «inspirado em Paris e Nova Iorque».

A partir de agora, quem se inscrever no espaço de cowork Avila Spaces passa a poder ir ao ginásio sem pagar mensalidade.

A reabertura dos ginásios é uma das medidas da terceira fase de desconfinamento e o Fitness Hut volta a receber sócios esta semana.

A AGAP anunciou um entendimento sobre as novas normas a adoptar nos ginásios, depois de a DGS ter pedido um parecer. Reaberturas podem acontecer a 1 de Junho.

Os ginásios foram todos obrigados a fechar durante o Estado de Emergência, mas as portas podem voltar a abrir em Maio - com várias limitações.

Foram ambos anunciados esta semana, com poucos dias de diferença. Fitness Up e Ginásio-Online têm várias aulas, sugestões de exercícios e dicas de nutrição.

As lojas de desporto, como a Sport Zone, tiveram de encerrar, mas há outros canais para manter o contacto com os clientes.

Chama-se Passaporte Ibérico e é uma nova modalidade de uso dos ginásios do Grupo Viva Gym, ao que pertence o Fitness Hut, em todo o território espanhol.

É uma espécie de Netflix do fitness. Com o ClassPass, pagamos uma mensalidade que nos permite reservar aulas em vários ginásios de Lisboa.