Lisboa é a casa de um novo restaurante georgiano que convida à partilha e ao aconchego

©Nadi
©Nadi

Dos mesmos donos do TreeStory, o Nadi! tem um formato de bistrô e inspira-se numa expressão georgiana que convida à partilha de refeições.

«Com o Nadi! pretendemos apresentar uma opção mais prática para jantares e almoços, onde os clientes podem tomar uma refeição de forma aconchegante, em oposição à experiência vivida no TreeStory».

É desta forma que Irina Giorgadze, uma das criadoras do restaurante, apresenta este conceito, que sucede ao anterior espaço, onde se dava primazia a «grandes grupos»; na cozinha, nasce ainda uma «aliança entre a tradição gastronómica da Geórgia e a modernidade e conforto acessíveis no coração de Lisboa».

Em georgiano, a expressão ‘nadi’ remete para duas realidades: pode ser um convite para «comer com alguém depois do trabalho» ou, no campo, uma palavra usada pelos agricultores para se juntarem todos para almoçar, uma «pequena pausa para piquenique», explica Irina Giorgadze.

©Nadi | Khachapuri Penovani
©Nadi | Os Khachapuri Penovani são um dos clássicos georgianos da carta do Nadi!.

O formato de bistrô, em oposição ao de restaurante tradicional do TreeStory, favorece precisamente este último modelo de refeição, em que a comida é servida de forma rápida, como se fosse uma «casa», com foco no serviço de almoço.

No menu do Nadi! estão, como seria de esperar, pratos clássicos da gastronomia georgiana: a fundadora destaca os Khinkali (bolinhos georgianos), a Khachapuri Penovani (pastelaria fofa com queijo) e os Tbilisuri Bliti (uma rosquinha georgiana com creme no interior).

Com apenas trinta lugares, o Nadi! é mais dirigido a um «público adulto» e está aberto todos os dias das 12:30 às 15:30 e das 19 às 23 horas. O bistrô fica na zona do Rato, mesmo ao lado da sede do Partido Socialista – as reservas podem ser feitas pelo 215 838 211.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].