Pagar a conta num restaurante pode ficar mais rápido – Sunday chega a Portugal para fazer tudo com um código QR

©TRENDY
©TRENDY

A pandemia promoveu novos hábitos nos restaurantes, principalmente na forma como pagamos a conta. A Sunday chega a Portugal com a promessa de fazer isso em dez segundos.

Fazer aquele gesto com os dedos no ar de que se está a escrever, para pedir a conta a um empregado, pode ter os dias (ainda) mais contados. A Sunday, criada pelo grupo de restauração francês Big Mamma, chega a Portugal com a promessa de facilitar o processo de pagamento, sem que seja necessário estar a usar dinheiro ou terminal multibanco.

A ideia é usar um código QR (que também dá acesso ao menu), que estará associado a cada mesa, para fazer o pagamento das refeições. Os restaurantes que quiserem usar este método podem, assim, dar aos clientes uma nova forma de concluir a experiência – basta usar o smartphone, ler este código e fazer o pagamento online.

Com a Sunday (que não é uma app, mas sim uma web app – ou seja, não é preciso instalar ou fazer um registo) é possível dividir a conta, pagar apenas algumas parcelas ou, então, uma quantia específica. Se tivermos um iPhone, podemos usar o Apple Pay; caso usemos um Android, a alternativa é o Google Pay. Contudo, é sempre possível usar um cartão de crédito para criar um método de pagamento.

©Sunday
©Sunday | Para fazer o pagamento com o telemóvel, basta ler o código QR que está em cada mesa e que tem a nossa conta associada.

Outra das possibilidades da Sunday tem que ver com a criação de uma factura em PDF, que pode ser enviada no momento por e-mail – há um campo para preencher o NIF na altura em que iniciamos o processo de pagamento. A oferta de uma gorjeta está também contemplada, num modelo semelhante ao da Uber Eats: escolher uma percentagem definida ou uma quantia personalizada.

A experiência que tivemos durante a apresentação desta plataforma de pagamentos (aconteceu durante um almoço no restaurante descarado, em Lisboa) provou que será mesmo possível pagar uma conta em dez segundos, mas apenas se não tivermos de fazer divisões ou escolha de parcelas a pagar; caso haja lugar a estes passos, o tempo para pagar uma conta pode chegar a alguns minutos.

Contudo, será sempre mais rápido que esperar pela conta em papel e fazer um pagamento em dinheiro ou por multibanco. Se ainda tivermos de dividir a conta, o que obriga a recorrer à app de calculadora do telemóvel, e esperar que cada pessoa pague, a Sunday acaba mesmo por ser uma melhor opção, pois será sempre muito mais rápida.

©Sunday
©Sunday | A app é intuitiva q.b., mas as primeiras utilizações podem ser complicadas devido ao número de opções de pagamento.

Segundo Tiago Correia, country launcher para Portugal, a Sunday foi «criada por restaurantes que sabem quais são os problemas do sector» e não por «seis amigos a bater código em São Francisco». Para os restaurantes, a empresa cobra apenas uma taxa fixa, em percentagem, que o responsável se recusou a divulgar; não há mais fees, mensalidades ou custos de implementação.

Para já, em Portugal a Sunday já está em duzentos restaurantes, com os exemplos dados por Tiago Correia concentrados em Lisboa: Descarado, Royale Café, Lupita, grupo Non Basta, Foxtrot e Oficina do Bacalhau, por exemplo. O objectivo é chegar aos quinhentos, até final de 2022.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].