Dirk Niepoort “trai” Ljubomir Stanisic e lança dois vinhos do Douro em parceria com José Avillez

©Grupo José Avillez
©Grupo José Avillez

O produtor de vinhos, que tem uma relação muito próxima com Ljubomir Stanisic, anunciou uma parceria com um dos maiores “rivais” do chef bósnio.

A relação de Ljubomir Stanisic com José Avillez não é fácil: em 2008, uma parceria entre os dois, no primeiro 100Maneiras em Cascais, levou o chef bósnio à falência; a tensão entre os dois durou vários anos, mas em 2016 o Público juntou-os à mesa.

Em Dezembro, quando Ljubomir esteve à frente do Movimento Pão e Água, criticou vários chefs por não tomarem uma posição para apoiar a classe, apesar de os ter tratado como amigos: «Isto não é uma luta individual, é uma luta pelo povo. Onde estão os chefs que foram construindo a sua carreira ao longo dos anos? Chefs como José Avillez, Henrique Sá Pessoa, Kiko Martins, Ricardo Costa, que são meus amigos?».

Vinhos Avillez/Niepoort custam 35 e 38 euros

E é precisamente José Avillez que se junta a Dirk Niepoort, o produtor do Douro que tem uma relação especial com Ljubomir: lançam vinhos em conjunto (recentemente saiu o Sem Maneiras) e a marca de chás da mulher, Nina Gruntkowski, também tem uma versão feita em parceria com Stanisic.

Os vinhos Avillez/Niepoort são um branco e um tinto, ambos de 2017. O Avillez/Niepoort Branco 2017 é «fresco», com uma «mineral muito intensa e profunda», tem notas de «tosta da barrica, ervas finas, fruto branco e algumas especiarias».

©Grupo José Avillez
©Grupo José Avillez | Os dois vinhos só podem ser comprados nos restaurantes do chef.

Já o Avillez/Niepoort Tinto 2017 é considerado um «vinho muito gastronómico», feito com as castas Touriga Franca, Tinta Amarela e Tinta Roriz. Tem uma cor «rubi aberta» e aromas a «fruta vermelha e alguma fruta do bosque, aliadas a notas de estágio em madeira».

Os dois vinhos estão apenas à venda nos restaurantes do chef e nas lojas on-line de take-away do Bairro do Avillez e do Cantinho do Avillez, ao contrário do Sem Maneiras, que é um exclusivo do Continente. Os preços também são consideravelmente mais altos que o deste vinho: o Avillez/Niepoort Tinto custa 38 euros e o Branco fica por 35.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].