Walk Run Ride App Portugal ©Stage 7 Photography

Walk-Run-Ride: conheça a app portuguesa que ajuda a encontrar circuitos de corrida (e não só) em todo o lado

por • 8 Janeiro, 2020 • Desporto, High-Tech, Made in PortugalComentários fechados em Walk-Run-Ride: conheça a app portuguesa que ajuda a encontrar circuitos de corrida (e não só) em todo o lado560

Criada por um entusiasta da corrida e das caminhadas, a app Walk-Run-Ride é gratuita e está disponível para iOS e Android. O objectivo é ajudar os fãs do desporto a encontrar treinos conjuntos em circuitos para dar corda aos sapatos.

Na zona onde moramos, é certo que já sabemos onde podemos fazer uma corrida, uma caminhada, um trail ou mesmo andar de bicicleta, e provavelmente temos amigos que podemos desafiar.

Mas, e se tivermos de viajar para um sítio desconhecido e quisermos fazer um treino conjunto com outras pessoas que conheçam melhor os spots do local? É aqui que entra a Walk-Run-Ride.

Walk-Run-Ride mostra percursos de running em vários países

«Imaginemos que um apaixonado por trail running vai passar quinze dias a um país distante. Duas semanas de inactividade? Nem pensar. Mas, então, como praticar a modalidade nesse destino? Simples, basta abrir a Walk-Run-Ride para encontrar iniciativas em que pode participar», explica Pedro Laranjo, o criador da app, um entusiasta do trail running .

A ideia nasceu quando Pedro Laranjo se deparou com um problema: «Como viajo com frequência, esta app vem colmatar dificuldades que por vezes sentia em encontrar possibilidades de praticar trail running em vários países».

App permite que utilizadores adicionem as suas sugestões

A Walk-Run-Ride mostra «uma panóplia de experiências com carácter competitivo» – exemplo disso é a presença das iniciativas de grupos como o Coimbra Trail Running, o Atalanta Runners (Maia), o Guimarães Corre Corre, o Trilhos do Costume (Monsanto) ou o Évora Night Runners.

Walk Run Ride App ©W-R-R

Além disso, os utilizadores também podem incluir na app novos percursos, para os partilharem com outros utilizadores, uma vez que a Walk-Run-Ride se assume como uma comunidade. «Cada criador de actividade pode desafiar outras pessoas a participar ou juntar-se a propostas criadas por outros», conclui Pedro Laranjo.

Share via
Copy link