Voi Lisboa NOS Alive

Voi acaba com a taxa de desbloqueio em Lisboa durante quatro dias à boleia do NOS Alive

por • 11 Julho, 2019 • Mobilidade AlternativaComentários fechados em Voi acaba com a taxa de desbloqueio em Lisboa durante quatro dias à boleia do NOS Alive194

Durante os dias do NOS Alive, a Voi vai abolir a taxa de desbloqueio de um euro, mantendo apenas os quinze cêntimos por minuto para os alugueres de trotinetas eléctricas.

Era uma tendência que já tínhamos percebido noutras ocasiões: mal começam os festivais de Verão, as plataformas de mobilidade alternativa começam a fazer descontos para promover a utilização dos seus serviços, em detrimento do automóvel particular ou para as viagens last mile.

A Uber, a Kapten e a FreeNow avançaram com campanhas para o NOS Alive, todas com descontos em viagens de automóvel, sendo que a Uber juntou ainda as bicicletas Jump aos descontos de mobilidade.

Faltavam as trotinetas entrarem também na onda do NOS Alive: aconteceu hoje, com a Voi a anunciar a abolição da taxa de desbloqueio (no valor de um euro) até ao próximo Domingo, dia 14 de Julho.

A Voi chegou a Lisboa em Dezembro de 2018 e começou por colocar duzentas trotinetas um pouco por toda a cidade de Lisboa. Contudo, nos últimos meses, a marca deslocalizou os veículos para a margem do Tejo.

Desta forma, as trotinetas da Voi desapareceram do centro de Lisboa, como é fácil perceber pela app, e passaram a ficar concentradas no eixo ribeirinho entra o Cais do Sodré e a estação de comboios de Algés (curiosamente, a área de operação acaba mesmo antes do recinto do NOS Alive), sendo que a maior quantidade de veículos está mesmo entre Alcântara e Belém.

O TRENDY contactou a Voi para perceber a razão pela qual a marca deixou de disponibilizar uma grande parte das suas trotinetas em zonas críticas de Lisboa (Campo Grande, Avenida da República, Avenida da Liberdade, Almirante Reis).

Frederico Venâncio (general manager Ibérico) explicou isto com o facto de a Voi estar à espera de nova trotinetas: «A cidade de Lisboa continua a ser uma das grandes apostas da Voi no mercado português, no entanto estamos a reorganizar a operação na cidade para receber os novos produtos da marca, por isso, optámos por ter mais frota na zona ribeirinha».

A elevada presença de trotinetas na capital começa, para alguns, a ser um problema. Lembre-se que, recentemente, a Circ criticou a Câmara de Lisboa por ter créditos muito largos na atribuição de licenças, o que está a contribuir para uma saturação de trotinetas Lisboa.

O responsável da Voi disse ainda que esta situação não é sinónimo de «desistir de Lisboa» e ressalvou que há «outros pontos da cidade com uma elevada percentagem de frota».

Contudo, mais uma vez, uma simples visita à app parece mostrar o contrário: na parte Norte de Lisboa (Lumiar, Benfica, Alvalade, Sete Rios e Praça de Espanha) havia apenas doze Voi disponíveis e todas concentradas numa única rua.

Depois, foi preciso descer bastante, até à zona da Almirante Reis e da Alameda para encontrar mais vinte trotinetas. Depois, fora três ou quatro perdidas pela cidade, só mesmo mais perto da margem do Tejo foi possível encontrar trotinetas eléctricas Voi.

Apesar de ser por um período (muito) limitado de tempo, a Voi é mesmo a primeira marca a acabar com a taxa de desbloqueio. Melhor que isso, só a Lime (que baixou em definitivo para os cinquenta cêntimos) e a Circ (ex-Falsh) que também dá o mesmo desconto, mas só se deixarmos a trotineta estacionada num hotspot específico, que pode ser encontrado no mapa da app.

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish