Soundcloud Selio
Soundcloud Selio

Soundcloud Go+ e plataforma de compras online rival do OLX chegam a Portugal: primeiras impressões

Falar de classificados online em Portugal, é falar no OLX; no streaming de música, o Spotify é o rei. Agora, há dois novos serviços que querem também ganhar o seu lugar ao Sol, nestas duas áreas, em Portugal.

É o próprio Selio que se apresenta assim: «O rival do OLX». Este site de anúncios de vendas online acaba de abrir em Portugal depois de ter conseguido um investimento de 1,5 milhões de euros por parte de «fundadores e business angels».

A interface é uma mistura de ideias entre as aparências do Custo Justo e do OLX: a homepage tem uma área de pesquisa no topo, um mapa de Portugal e, depois, as várias categorias onde se podem procurar produtos à venda.

Selio

O processo de colocar uma coisa à venda segue os passos tradicionais: escolher a categoria e depois definir, com mais detalhe, o que se quer vender. Por exemplo, para por um carro à venda é preciso seleccionar ‘Veículos’ e depois o tipo, como Carros, Motos, Clássicos ou Maquinaria de Agricultura.

Contudo, nota-se a falta de cuidado em alguns aspectos do site, como por exemplo a falta de tradução de algumas indicações. Na mesma categoria de ‘Veículos’ temos opções por traduzir como ‘Car ithout licence’, Personal Mobility Vehicles ou Motor Services.

Selio Categorias

Em Casa de Jardim temos ainda ‘Art and decoration’ e, em Moda e acessórios, lemos ‘Suitcases’ ou Maternity Clothnig’. Isto é um problema transversal a todas as categorias, para já.

Algumas partes do site tem ainda uma tradução que deixa muito a desejar. Na lista de seis dicas para vender artigos, que podemos encontrar no site, há uma que diz: «Um utilizador interessado no seu item não se incomodará em chamar um anúncio apenas para saber o preço». Chamar um anúncio?

Depois, nas opções dos anúncios publicados há uma opção chamada ‘Bump up’ que não funciona e outra, também por traduzir, denominada ‘Drop price’ que servirá para que possamos colocar um preço mais baixo no mesmo anúncio.

Porém, também aqui sentimos dificuldade: carregar nesta opção não faz nada, assim como em ‘Editar anúncio’ – ambas não funcionam. Na app, o caso muda de figura, apesar de haver funções que não são muito intuitivas: por exemplo, para editar o texto do anúncio, primeiro temos de passar pelas fotos e pelo título do anúncio.

Aliás, daqui nem conseguimos passar porque a app dá um erro inacreditável: diz-nos que temos de ter, pelo menos três caracteres seguidos, quando temos ‘C4 Cactus 2014’. Além disso, a app crashou algumas vezes enquanto a usávamos de forma mais intensa.

Tudo isto nos faz acreditar que o Selio ainda tem muito trabalho pela frente para se assumir como uma alternativa válida e credível sequer ao Custo Justo, e muito mais ainda ao OLX.

Soundcloud

O Soundcloud Go+ é a outra novidade de plataformas online que chegou a Portugal. Este serviço de streaming de música é muito usado por cantores, bandas e outros artistas musicais emergentes e, sobretudo DJ set ou remixes.

Ainda assim, é possível encontrar trabalhos de nomes mais conhecidos como Tyler The Creator ou Tame Impala; de Portugal, podemos ouvir músicas de Luis Severo, Márcia, Samuel Úria, os Fogo Fogo ou Conan Osíris, sempre em regime gratuito. Os podcasts são outras das opções que podemos ouvir no Soundcloud

Mas, com o Soundcloud Go+, vai ser possível usar esta plataforma com áudio de «alta qualidade, com sincronização offline e sem publicidade», mas com uma diferença de preços entre a app Android e iOS: 6,99 para smartphones com o sistema operativo da Google e uns exagerados 9,99 euros para quem tiver iPhone.

Os primeiros 30 dias são gratuitos, o que vai servir para avaliar a qualidade do serviço antes de gastar tanto dinheiro numa plataforma que não vai ter o mesmo nível de oferta que o Spotify, Google Music ou Apple Music.

É o próprio Soundcloud que avisa os utilizadores a evitar o preço elevado para iOS: fazer o registo no site, em soundcloud.com/go e depois usar os dados de login para entrar na app.

Soundcloud App

Gostamos deste tipo de sinceridade das empresas; no caso do Soundcloud não estranhamos a transparência, uma vez que esta plataforma sempre se destacou pela informalidade e pelo apoio a novos artistas – também em relação a esta nova etapa, com utilizadores pagos, o Soundcloud ajuda a pouparmos uns trocos.

Outra vantagem que o Soudcloud oferece, com esta nova assinatura, é dirigida aos criadores, ou seja, aos músicos que têm uma conta Pro. Estes vão poder assinar uma versão Go+ por metade do preço, ou seja, 4,99 euros. Também os estudantes têm direito a 50% de desconto na mensalidade.

A experiência de utilização que tivemos, em poucos minutos, está em linha com a que sempre encontrámos neste serviço: o design da aplicação é agradável, procurar e guardar músicas é bastante fácil e a interface está bem adaptada a uma utilização intensiva e diária.

O Soundcloud não tem o poder para se bater directamente com o Spotify, até porque a maioria das bandas que normalmente ouvimos vai lá estar, com toda a discografia e até algumas coisas mais antigas, difíceis de encontrar nas lojas.

Porém, para quem gosta de descobrir artistas mais alternativos e menos conhecidos, o Soundcloud é uma óptima opção. Neste momento, em que comunica a sua nova assinatura, a plataforma partilhou ainda uma lista com novos artistas portugueses: pode ouvi-la aqui gratuitamente.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].