Alfonso Cuaron Netflix

Globos de Ouro 2019: Roma, Bohemian Rapshody e Green Book ganham a noite da antecâmara dos Óscares

por • 7 Janeiro, 2019 • Cinema 🎥, Televisão 📺Comentários fechados em Globos de Ouro 2019: Roma, Bohemian Rapshody e Green Book ganham a noite da antecâmara dos Óscares272

A cerimónia dos Globos de Ouro, que se costumam apelidar de a ‘antecâmara dos Óscares’, não teve um claro vencedor: ao contrário do que costuma ser normal, houve três filmes que se destacaram.

Roma, Bohemian Rapshody e Green Book foram os três vencedores da edição de 2019 dos Globos de Ouro, a cerimónia organizada pela associação da imprensa estrangeira de Hollywood, ou seja, os jornalistas que escrevem sobre cinema e TV.

Green Book, com três distinções, acabou por ser o filme mais galardoado da noite, com três Globos de Ouro: Melhor Comédia ou Musical, Melhor Argumento e Melhor Actor Secundário (Mahershala Ali).

Este filme, realizado por Peter Farrelly, vai estrear a 24 de Janeiro em Portugal e, por cá, vai ter o nome ‘Um Guia Para a Vida’. Green Book tem Viggo Mortensen no papel principal e conta a história de dois músicos que começam uma digressão pelos EUA e que vão construir uma relação de amizade que, à primeira vista, parecia improvável.

Bohemian Rapshody, o biopic de Freddie Mercury, acabou por levar o principal Globo de Ouro da edição de 2019: o de Melhor Drama. Rami Malek, que interpretou o papel do vocalista dos Queen, também foi um dos vencedores da noite: ganhou o Globo para Melhor Actor de um filme dramático.

Finalmente, no “clube” dos filmes com mais um Globo de Ouro, está Roma (produzido pela Netflix) que conta a história de uma empregada doméstica durante a instabilidade política do México nos anos 70, no bairro com o mesmo nome.

Este filme, realizado pelo mexicano Alfonso Cuarón (na foto, em cima), recebeu as estatuetas douradas para Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Realizador. Roma está disponível na Netflix, em Portugal, e apenas em três cinemas de Lisboa: Monumental (Saldanha), Atlântida-Cine (Carcavelos) e Cinema Ideal (Bairro Alto)roma.

Ao contrário dos Óscares, os Globos de Ouro também distinguem produções televisivas, que passam em canal aberto ou nos serviços de streaming como a própria Netflix, que este ano juntou ao Globo de Melhor Filme Estrangeiro os de Melhor Série Comédia ou Musical para Método Kominsky e Melhor Actor para Richard Madden (Bodyguard).

Nos prémios de TV, Método Kominsky ganhou ainda mais um Globo de Ouro: Michael Douglas ganhou o prémio para Melhor Actor numa série musical ou dramática. The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story também levou duas estatuetas: Melhor Actor (Darren Criss) e Melhor Actor Secundário (Edgar Ramirez).

Em termos absolutos, a Netflix foi mesmo a produtora que acabou por receber mais Globos de Ouro, cinco: dois no cinema e mais três nas séries de TV. O pódio completa-se com a Universal Pictures (quatro Globos) e a FX Networks (três). Aqui fica a lista completa dos vencedores.

Globos de Ouro para Cinema

Melhor Drama: Bohemian Rhapsody
Melhor Actriz Dramática: Glenn Close (The Wife)
Melhor Actor Dramático: Rami Malek (Bohemian Rhapsody)
Melhor Comédia ou Musical: Green Book
Melhor Actriz de Comédia ou Musical: Olivia Colman (The Favourite)
Melhor Actor de Comédia ou Musical: Christian Bale (Vice)
Melhor Filme de Animação: Spider-Man – Into the Spider-Verse
Melhor Filme Estrangeiro: Roma
Melhor Actriz Secundária: Regina King (If Beale Street Could Talk)
Melhor Actor Secundário: Mahershala Ali (Green Book)
Melhor Realizador: Alfonso Cuarón (Roma)
Melhor Argumento: Green Book (Nick Vallelonga, Brian Currie e Peter Farrelly)
Melhor Banda Sonora: First Man (Justin Hurwitz)
Melhor Canção: Shallow (A Star Is Born)

Globos de Ouro para Televisão

Melhor Série Dramática: The Americans
Melhor Actriz Dramática: Sandra Oh (Killing Eve)
Melhor Actor Dramático: Richard Madden (Bodyguard)
Melhor Série Comédia ou Musical: The Kominsky Method
Melhor Actriz Comédia ou Musical: Rachel Brosnahan (The Marvelous Mrs. Maisel)
Melhor Actor Comédia ou Musical: Michael Douglas (Método Kominsky)
Melhor Mini-Série ou Filme Produzido para a Televisão: The Assassination of Gianni Versace
Melhor Actriz de um Mini-Série ou Filme Produzido para a Televisão: Patricia Arquette (Escape at Dannemora)
Melhor Actor de um Mini-Série ou Filme Produzido para a Televisão: Ben Whishaw (A Very English Scandal)
Melhor Actriz Secundária: Patricia Clarkson (Sharp Objects)
Melhor Actor Secundário: Darren Criss (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story)

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish