Somersby Out Jazz 2018
Alfonso Scarpa

Somersby Out Jazz 2018 vai levar música a cinco jardins de Lisboa

A edição de 2018 do Somersby Out Jazz já está definida. Durante os meses de Verão (incluindo Maio e Setembro) vai haver jazz, funk e soul em cinco jardins da capital.

A Somersby continua a dar cartas em 2018 nos festivais de Verão. A sidra da Unicer está em quase tudo o que toca música e no ano passado passou a dar o nome ao Out Jazz, depois de terminada a parceria com a Meo.

Em 2018, agora como Somersby Out Jazz, o festival entra para o seu décimo segundo ano a dar música em vários jardins da capital, um diferente por cada um dos cinco meses de concertos ao vivo: Maio, Junho, Julho, Agosto e Setembro.

O Jardim da Torre de Belém, o Parque Keil do Amaral, o Parque Eduardo VII, o Jardim da Estrela e o Jardim do Campo Grande são os espaços escolhidos pela NCS, em 2018.

Este ano, o primeiro concerto do Out Jazz vai ser a 6 de Maio, no Jardim da Torre de Belém. Neste dia actuam os Trisonte (Ricardo Barriga na guitarra, Gonçalo Prazeres nos saxofones, Luis Candeias na bateria e António no baixo eléctrico) e o DJ Tiago Santos.

Mas não são apenas todos os domingos destes meses que vão ter música. Este ano, «de forma excepcional», o Somersby Out Jazz vai até ao Parque da Bela Vista Sul, durante os Sábados de Maio.

Esta edição especial do Out Jazz vai ter a curadoria da Ballin’ e conta com os acts dos DJ Nel’Assassin, Maskarilha e Camboja Selecta, que vão passar Hip Hop e R&B.

No Out Jazz 2018 há ainda mais duas novidades. Os concertos dos primeiros Domingos de cada mês vão dar em directo na rádio Oxigénio (são os dias onde os DJ da rádio actuam).

Depois, a organização (NCS) vai banir as palhinhas do festival, mantendo a aposta nos copos reutilizáveis de plástico reutilizáveis.

«O Out Jazz caminha todos os anos para uma maior consciência global, onde determinadas acções implementadas visam consciencializar o nosso público para a sustentabilidade e defesa da natureza com bastante sucesso», justifica diz José Filipe Rebelo Pinto.

O fundador do Out Jazz deixa ainda um desejo para os próximos anos: «Gostávamos de levar o Out Jazz a outras zonas de Portugal e, quem sabe, internacionalizá-lo».

O cartaz completo do Somersby Out Jazz 2018 pode ser visto em PDF aqui.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].