A vida de Steve Jobs transformou-se numa… ópera

Acaba de estrear em Santa Fé (Novo México, EUA) um espectáculo musical que narra a vida de Steve Jobs, centrando-se nos momentos mais importantes protagonizados pelo ex-CEO da Apple.

Chama-se ‘The (R)evolution of Steve Jobs’ – A (R)evolução de Steve Jobs – e é mais uma encenação que tem como protagonista o fundador e antigo CEO da Apple.

Lembre-se que, no cinema, já estrearam dois filmes sobre Jobs. O primeiro foi Jobs, teve como protagonista Ashton Kutcher (2013) e é considerado um biopic não oficial.

No ano passado estreou Steve Jobs, com Michael Fassbender a fazer de CEO da Apple, este sim o chamado filme oficial.

Tal como estes dois filmes, a ópera passa em revista momentos importantes e conflitos interiores de Steve Jobs: está lá o momento da fundação da Apple numa garagem, o retiro espiritual de Jobs, feito na Índia, o casamento com Laureen e o lançamento do iPhone.

Entre também na “ópera” da Apple com estes três iPhones!

«A verdadeira história desta ópera é a busca de Steve Jobs pela paz interior. É sobre um homem que aprende a ser humano outra vez», explica o compositor Mason Bates. O autor do libretto (o texto da ópera) foi Mark Campbell.

Quem faz de Steve Jobs é o barítono Edward Parks, que já desempenhou o papel de Figaro (Barbeiro de Sevilha) ou Marcello (La Bohème).

The (R)evolution of Steve Jobs está em cena no Santa Fe Opera até 25 de Agosto, sempre com sessões às 20 horas. Se estiver pelo Novo México e foi fã da Apple e de Steve Jobs, fica a saber que o bilhete mais barato é de cerca de 40 euros.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].