O novo director artístico do Teatro Nacional D. Maria II é o autor do espectáculo que marca o arranque da (curta) temporada de 2022 - Casa Portuguesa.

O Verão vai trazer de volta aquele que foi o primeiro conceito de experiência imersiva do Teatro Reflexo. A Casa Assombrada vai ocupar um palacete no Seixal, a partir de 8 de Julho.

A bolsa criada em homenagem à actriz Amélia Rey Colaço está na sua quinta edição. As candidaturas estão abertas até 13 de Abril.

Antecipar o Futuro. É este o nome (e também o mote) do novo programa de residências para jovens artistas, que tem lugar no O Espaço do Tempo, em Montemor-o-Novo, no Verão.

Sandra Barata Belo encena e fez a adaptação do livro Princípio de Karenina ao teatro. Em palco, estão Vítor d'Andrade, Margarida Vila-Nova e Patrícia André.

O projecto Casa Assombrada, de Michel Simeão, entra em 2022 com uma nova experiência imersiva de terror pelas catacumbas do Cinema São Jorge.

Aos 93 anos, Eunice Muñoz sobre pela última vez aos palcos de teatro nacionais e começa a despedir-se do público no próximo Domingo.

Gregório Duvivier, Gustavo Miranda, João Vicente de Castro e Luís Lobianco levam o espectáculo de improvisação Portátil a cinco cidades nacionais.

Na apresentação da temporada 21/22 do Teatro Nacional D. Maria II, Tiago Rodrigues passou o testemunho a Pedro Penim. O futuro director artístico vem à procura de um «espaço de desconforto».

Gus Van Sant, o realizador norte-americano de filmes como O Bom Rebelde, Descobrir Forrester, Elefante ou Milk, é o autor desta peça de teatro.

Michel Simeão está de volta às salas, desta vez com um conceito que passa pela divisão de uma história em episódios: é a Netflix no teatro.

O actual director artístico do Teatro da Trindade vai dar uma formação em Junho: Sou Ator.