Quem quer um Maserati Merak 3000 de 1973? Há um leilão para isso

Se tem um interesse especial por automóveis clássicos, este leilão da Catawiki pode interessar: em causa está um Maserati Merak 3000 que pertenceu a Dodi Al-Fayed.

Tem uma cor considerada «invulgar» e foram produzidos 781 modelos. O Maserati Merak 3000 era um automóvel que «representava o conceito de supercarro nos anos 1970», sublinha a Catawiki.

A isto junta-se o facto de ter pertencido a Dodi Al-Fayed, o empresário egípcio que morreu num acidente de viação em Agosto de 1997, que também vitimou Diana Spencer.

O Maserati Merak 3000 (número de série 352, com 17 mil quilómetros) foi encomendado por Dodi Al-Fayed e entrou na sua colecção de automóveis de luxo em 1980.

Depois da morte de Dodi, o Merak 3000 foi vendido pelo pai (Mohamed Al-Fayed) ao actual proprietário, que agora o está a colocar em leilão.

Contudo, este leilão tem um grande senão: como o vendedor está na Finlândia, quem conseguir a licitação vencedora tem de ir até Valkeakoski (de Portugal, são quatro mil quilómetros) para levantar este Maserati Merak 3000.

Maseratti Merak 3000

Maseratti Merak 3000

Maseratti Merak 3000

Para já, a licitação máxima é de 99 999 euros, sendo que a próxima terá de ser, obrigatoriamente, de 104 999 euros. Pode acompanhar a evolução do leilão (ou licitar) aqui. Resta ainda dizer que os leiloeiros (Sander Houdel e Francisco Carrión) esperam, fazer entre 175 e 230 mil euros.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].