Temos de falar sobre o design do novo Iate Desportivo da Lexus…

A embarcação nasceu de um desejo de Akio Toyoda, Chief Branding Officer da Lexus International, de pois de ter experimentado iates da gama premium Ponam feitos pela Toyota.

A história conta-se em poucas linhas: há uns anos, Akio Toyoda (neto do fundador da Toyota e apaixonado pelo mar) foi convidado a experimentar os iates da gama Ponam, que a Toyota vende no Japão.

O agora Chief Branding Officer da Lexus International ficou impressionado com o que viu e achou que a sua marca devia ter um «elegante iate premium que complementasse o estilo de vida Lexus».

Akio Toyoda tratou de passar o briefing do que devia ser este iate ao Centro de Design Lexus, no Japão: uma embarcação desportiva para recreio com capacidade para seis a oito tripulantes, com dois motores Lexus V8 de alto desempenho.

Os primeiros resultados foram apresentados à direcção da Lexus em 2015 e ontem, dia 12 de Janeiro, o Lexus Sport Yacht foi apresentado na Ilha Di Lido (Baía Biscayne, Miami, EUA).

Sem intenções de passar a ser produzido, este iate é um projecto único e serve apenas como demonstração das capacidades de design da Lexus e a prova de que não são apenas automóveis que saem dos estiradores do gabinete de I&D da marca nipónica.

O design… bem, se o virmos de um cais e não estivermos numa posição muito elevada, tudo parece mais ou menos normal: as linhas são arredondadas e não se vislumbra uma aresta sequer. Tudo é bastante fluído e orgânico.

Mas, nas fotos aéreas fornecidas pela Lexus, é outra imagem que nos salta à vista: as suas formas arredondadas e suaves que dominam a proa fazem lembrar o berço da vida, o cálice… uma vagina.

Lexus Sport Yacht

A sexualização do design poderá ter sido um acaso, mas o que é certo é que é impossível desassociar a forma de uma vagina da proa do Lexus Sport Yacht.

Aliás, este é um barco que ficaria muito bem nesta galeria de 29 objectos que a Cosmopolitan reuniu numa galeria e que fazem lembrar o órgão sexual feminino.

As características técnicas pouco importam para o caso, uma vez que o iate não vai estar à venda, mas aqui ficam os argumentos desta “vagina dos mares”: um estrutura em poliuretano e fibra de carbono, dois motores V8 de 800 cavalos, velocidade máxima de 80 km/h e sistema de infoentretenimento com GPS, 4G e Wi-Fi.

Lexus Sport Yacht

Já a cabine é revestida com couro Lexus e detalhes de madeira e vidro, com altura altura suficiente para caminharmos a pé. Os “marinheiros” vão ainda encontrar um sofá de seis lugares com uma mesa, ar-condicionado, fogão de dois bicos, um lavatório, um frigorífico e um chuveiro.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].