Kodak Ektra: um smartphone que é uma câmara ou uma câmara que é um smartphone?

Chama-se Kodak Ektra e é o primeiro smartphone da conhecida marca de fotografia. Como não podia deixar de ser, a Kodak deu-lhe um aspecto de máquina fotográfica que faz lembrar antigos modelos.

O desejo de transformar um smartphone numa máquina fotográfica (ou mesmo o contrário) não é uma coisa nova. No mercado já estiveram à venda dois Galaxy Camera e o Galaxy K Zoom, ambos da Samsung. Contudo, o facto de os sensores e o software dos sensores terem melhorado muito fez com que este formato tivesse sido abandonado pela marca.

A aposta começou a ficar centrada nos smartphones com câmaras cada vez melhores, mas sem o formato de máquina fotográfica digital. É nesta realidade que surge o primeiro smartphone da Kodak, a fazer lembrar uma câmara antiga, devido ao seu design vintage.

Feito em parceria com o Grupo Bullitt (o mesmo que faz os telemóveis para a CAT), o Ektra traz várias apps de fotografia, entre as quais a Snapseed, para edição, e uma pasta com várias feitas à medida pela Kodak.

Em relação à câmara, esta conta com um sensor de 21 MP, abertura f2.0 e inclui a tecnologia Arcsoft Night Shot que, segundo a marca, permite captar «imagens de alta qualidade em lugares com pouca luz ou em horário nocturno».

A câmara traz ainda um sistema antirreflexo certificado pela Kodak Lens e um ecrã de 5 polegadas protegido com vidro Gorilla Glass 3.

Na lista das restantes especificações do Kodak Ektra encontramos o sistema operativo Android 6.0 Marshmallow, um processador MediaTek Helio X20 Deca-Core a 2,3 GHz 3 GB de memória RAM, 32 GB de armazenamento e uma bateria de 3000 mAh.

O novo smartphone Kodak Ektra pode ser comprado em em Portugal por 531,17 euros na loja online aveicellular.com. Este terminal vem ainda com um conjunto de dois acessórios, vendidos em separado: uma capa (€69,99) e uma bolsa (€34,99), ambas em pele e disponíveis nas cores preto e castanho.

Contudo, há um negócio melhor à sua espera: na loja europeia da Kodak, o mesmo custa 499 euros, já com portes incluídos (mesmo com entrega expresso) e com entrega prevista entre 1 a 3 dias.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].