Indie Music Fest tem quatro cartas na manga

O Indie Music Fest revelou mais novidades no seu cartaz da edição deste ano. Entre as novidades, estão os Octa Push, que escolheram o Bosque do Choupal para primeiro concerto do novo álbum.

A organização do festival, que este ano se realiza de 1 a 3 de Setembro, confirmou a presença de Chibazqui, Trot e Fugly, além dos Octa Push. Neste último caso, a banda que junta a sonoridade afrotuga à electrónica, regressa aos lançamentos este ano. Estão prometidas colaborações com Tó Trips, Batida, Cachupa Psicadélica e até uma homenagem a Zeca Afonso. Até agora, o único cheirinho que tivemos do novo álbum, que sucede a Oito, foi o tema Bárbara, com a participação de Cátia Sá.

Os Chibazqui são compostos por Diego Armés, um ex-Feromona, C de Croché, Filipe Sambado (Cochaise) e Silas Ferreira (Pontos Negros, Os Náufragos), que passam também pelo bosque da música independente. A fechar esta ronda de confirmações, estão os FUGLY, originários do Porto, mas com um pé no psicadelismo dos anos 60 e 70.

Até agora, o cartaz completo conta com Salto, Savanna, Galgo, Riding Pânico, Basset Hounds, Ditch Days, GANSO, Whales, Ghost Hunt, Pussywhips, The Walks, Granada, Indio Kurtz, Wild Apes, Solution, MUAY, Pixel82, Desligado e Jesse. Os passes-gerais estão disponíveis por 25 euros, com direito a campismo.

Cátia Rocha
Sonha ter um walk in closet desde pequenina, mas enquanto isso não acontece, contenta-se a coleccionar maquilhagem e anéis. Não consegue resistir a uma boa sobremesa e a um belo livro. Passa a vida a ouvir música e tem uma lista de todos os concertos que já viu.