A companhia aérea alemã actualizou as regras para o uso de máscaras comunitárias (feitas de tecido) nos seus voos; França já as proibiu.

Desta vez, a novidade da Happy Socks não são novos pares de meias. A marca tem uma linha de máscaras que vai ajudar o Fundo Solidário em Resposta à COVID-19.

As máscaras criadas pela MO têm novas versões para crianças, com padrões coloridos, e a mesma certificação das de adulto, contra o coronavírus.

São 150 mil unidades de máscaras para crianças, «em tecido respirável, lavável e de secagem rápida» que vão ser dadas pela Zippy

As novas máscaras Kids da Nudemask são para crianças até seis anos e têm certificação nível 3.

A EasyJet está a preparar-se para voltar a ter voos que partem dos aeroportos nacionais em Julho; a companhia aérea lançou ainda uma iniciativa que oferece capas para máscaras às crianças.

A AGAP anunciou um entendimento sobre as novas normas a adoptar nos ginásios, depois de a DGS ter pedido um parecer. Reaberturas podem acontecer a 1 de Junho.

Há novas máscaras solidárias à venda em Portugal, desta vez com vários padrões e desenhos que quebram a monotonia das habituais em preto ou branco.

Com as regras para o uso de máscaras em locais fechados, a disponibilidade começa a crescer. O Continente tem várias versões à venda.

Feitas totalmente em poliamida (o mesmo material que está nos forros dos fatos de banho da Brazilian Bikini Shop) estas máscaras estão disponíveis na loja online da marca

A app Dona Rosa, que permite pedir a recolha de roupa para lavar, engomar ou limpar a seco, passou a vender máscaras descartáveis, com filtro e viseiras.

É uma criação da MO com a Universidade do Minho, a Adalberto, o Citeve e o iMM. As MOxAd-Tech chegam esta semana às lojas Sonae.