Depois das chuteiras vegan, a Puma entra em campo com as primeiras feitas de plástico reciclado (vídeo)

Na mesma semana, a Puma anunciou três pares de chuteiras que se tornam as primeiras do seu género desta marca: às vegan, sucedem as criadas com garrafas de plástico recicladas.

Em parceria com a empresa de sustentabilidade First Mile, a Puma anunciou dois novos pares de chuteiras de futebol feitas com «fios reciclados fabricados a partir de garrafas de plástico» recolhidas em Taiwan.

Apesar de ambas as marcas já trabalharem juntas há alguns anos, e de a Puma ter à venda roupa e ténis criados com materiais reciclados, esta é a primeira vez que o conceito passa para as chuteiras.

Além de ter uma vertente ambiental, este processo da Puma e da First Mile também é uma causa social, uma vez que apoia «negócios locais» e «contribui para a criação de um impacto positivo ao gerar empregos e reduzir o desperdício».

©Puma
©Puma | As chuteiras Future Z 1.2 estão à venda no site da Puma por 200 euros.

As Ultra 1.3 e Future Z 1.2 são o resultado desta nova abordagem “verde” da Puma. As primeiras contam com 21% de material reciclado, na parte superior, além de uma sola PEBA (tal como as chuteiras vegan); a marca diz que são o modelo Ultra «mais robustas de sempre». Já as Future Z 1.2 são ainda mais amigas do ambiente, já que contam com 42% de plástico reciclado.

Para já, apenas as Puma x First Mile Future Z 1.2 estão à venda na loja online da marca: custam 199,95 euros.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].