As crianças podem ser críticas de arte? Este é o desafio do Lugar Específico, em formato de podcast

©Elizaveta Dushechkina
©Elizaveta Dushechkina

O Lugar Específico, um espaço de mediação cultural para adultos e crianças, em Lisboa, criou uma iniciativa artística para os mais novos com o objectivo de estimular o espírito crítico.

E se uma criança visitasse uma exposição de pintura e depois fizesse uma crítica em podcast, disponível no Spotify? Os mais novos são conhecidos pelas suas opiniões sinceras e sem filtro e é isso que o Lugar Específico quer explorar com o projecto Especificalistas.

Aqui, as crianças são desafiadas a dar a sua opinião sobre várias manifestações culturais, para se tornarem críticas de arte, tudo num formato de podcast.

«Através do contacto com os mais diversos objectos culturais e artísticos, assim como os seus intervenientes (equipa técnica, artistas, curadores, entre outros), crianças dos sete aos doze anos assistem a espectáculos, vão a exposições, visitam património local e outros objectos artísticos, entrevistam artistas e curadores e depois escrevem uma crítica que será gravada num podcast e que depois fica disponível no Spotify e é emitido na Rádio Miúdos», explica a mentora do projecto, Susana Alves.

©Lugar Específico
©Lugar Específico | Este espaço de mediação cultural para adultos e crianças, tem várias actividades que estimulam o gosto pelas artes.

O Lugar Específico já tem um programa preenchido com os espectáculos e exposições que as crianças vão visitar até Maio: dez ao todo. Entre os destaques estão uma visita ao Museu Municipal de Benavente e ao Festival Amostra (já este fim-de-semana), assim como a peça Antiprincesas, de Cláudia Gaiolas.

Como explica Susana Alves, «o propósito é dar às crianças ferramentas para ver o que está para lá da forma, da imagem ou da superfície». As inscrições para os Especificalistas devem ser feitas no site do Lugar Específico.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].