Pela primeira vez em trinta anos, o vinho Esporão Reserva é bio; e os rótulos trazem obras de arte

©Herdade do Esporão
©Herdade do Esporão

O primeiro Esporão Reserva biológico é uma colheita de 2019 e o resultado de um trabalho de «doze anos» da reconversão da vinha da produtora, em Reguengos de Monsaraz.

Tal como já aconteceu com vários vinhos nacionais nos últimos tempos, também o Esporão Reserva passa a ter certificação biológica – é a primeira vez em trinta anos que esta edição chega com este “selo” ao mercado.

Feito com sete castas (Aragonez, Trincadeira, Syrah, Touriga Nacional, Touriga Franca, Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet), este vinho tinto alentejano «revela notas de amoras pretas, noz-moscada, alcaçuz e uma nuance de pimenta preta».

©Herdade do Esporão
©Herdade do Esporão | Jorge Queiroz foi o ilustrador escolhido para o rótulo da colheita de 2019, a primeira versão bio do Esporão Reserva.

Segundo a Herdade do Esporão, esta colheita (de 2019) é o resultado de «doze anos de trabalho na conversão das vinhas para o modo de produção biológica». Durante a produção, cada uma das sete castas foi «vinificada em separado em cubas de betão e pequenos lagares de mármore». O estágio de doze meses foi feito em «barricas de carvalho americano e francês».

Além da certificação bio, os vinhos Esporão Reserva passam a ter, todos os anos, rótulos ilustrados por artistas diferentes, como já acontecia com a versão original – a colheita de 2019 traz um desenho de Jorge Queiroz. O PVP é de 20 euros.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].