©A&D Wines Bio
©A&D Wines Bio

Vinhos biológicos: área de produção certificada da A&D Wines chega aos quarenta hectares e vai aumentar

Actualmente, sete dos vinhos da A&D Wines já têm certificação biológica, mas a ideia de produtora é ter todo o portfólio com este “carimbo”.

A A&D Wines começou apenas com sete hectares mas chega agora aos quarenta de vinha certificados para produção biológica. Para termos uma ideia da área que agora está com esta capacidade, é a equivalente a quarenta campos de futebol.

Localizada em Baião (Distrito do Porto, sub-região do Tâmega e Sousa), esta produtora de vinhos verdes tem, agora, quase 89% das suas vinhas preparadas para produzir vinhos biológicos (40 de 45 hectares).

Casa do Arrabalde será o próximo vinho bio da A&D Wines

Segundo a A&D Wines, o objetivo é ter, já em 2020 a totalidade da área de vinhas certificada para produção biológica: «As práticas de agricultura e vinificação biológicas são uma forma de estar e parte integrante do ADN da empresa pelo que são transversais a todas as propriedades e a todo o portfólio de vinhos».

De momento, apenas um vinho da A&D Wines, o Casa do Arrabalde, não tem certificação bio, o que, segundo a produtora, vai mudar em 2020, já que a colheita deste ano já incluirá este “selo”.

Enquanto não chega o Casa do Arrabalde 2020, são sete os vinhos A&D Wines com certificação bio: Espinhosos, Monólogo Avesso, Monólogo Arinto, Monólogo Malvasia Fina, Monólogo Chardonnay, Monólogo Sauvignon Blanc e Singular.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].