Pêra-Manca tinto de 2015 chega às lojas com produção limitada a 44 mil garrafas

©Fundação Eugénio de Almeida
©Fundação Eugénio de Almeida

Um dos mais caros vinhos nacionais tem uma nova colheita. O Pêra-Manca tinto de 2015 começou a ser vendido – cada garrafa custa quase trezentos euros.

A Fundação Eugénio de Almeida anunciou um novo Pêra-Manca tinto, com seis anos. A colheita de 2015 tem uma produção de limitada a 44 mil garrafas (33 mil litros), com o preço de 275 euros – como sempre, as castas são Aragonez e Trincadeira.

«O ano de 2015, permitiu obter uma quantidade de uva de qualidade excecional e consequente produção do vinho Pêra-Manca tinto acima do habitual padrão de excelência», dizem os produtores.

Clube Pêra-Manca para os fãs do vinho

Segundo os mesmos, este Pêra-Manca tem uma cor «granada carregada e um aroma complexo e intenso, que remete para ameixa seca e morangos maduros»; entre as notas de prova estão «alcaçuz, esteva e folha de tabaco».

O Pêra-Manca tinto 2015 estagiou «dezoito meses em balseiros de carvalho francês e 48 meses em garrafa nas caves do Mosteiro de Santa Maria Scala Coeli».

Com o lançamento desta colheita, a Fundação Eugénio de Almeida anunciou ainda o site Clube Pêra-Manca que vai dar acesso a «eventos privados e a momentos únicos na Adega Cartuxa».

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].