Um Verão mais cor de rosa: preparem o sushi para estas 9 sugestões de vinhos rosé

©Douglas Lopez

O terceiro e último artigo dedicado a sugestões de vinhos para o Verão é sobre rosé, que muitas vezes é posto de lado quando chega a altura de escolher um pairing para uma refeição.

Rosé é sushi. É um cliché muitas vezes repetido e que acabámos por “chamar” para título. Contudo, este é apenas uma sugestão para acompanhar estes nove rosés, uma vez que marisco, peixe grelhado e carnes na brasa também podem ir bem com este tipo de vinho.

João Pires Rosé

©JMFonseca | Joao Pires Rose
Foi uma novidade de 2021. O João Pires Rosé foi feito com Touriga Nacional e tem «notas de flor de laranjeira do Moscatel de Setúbal»: o resultado é um vinho «muito delicado». Além de sugerir saladas, peixe e marisco, a José Maria da Fonseca diz que também pode servir como aperitivo.

Herdade da Lisboa Touriga Nacional Rosé 2019

©Herdade Lisboa
Com base no rosé Touriga Nacional da gama Paço dos Infantes da mesma produtora, este vinho tem uma cor «salmão e aromas florais delicados, notas minerais e um ligeiro sabor a tostado». A produção está limitada de duzentas garrafas magnum.

Quanta Terra Phenomena Pinot Noir Rosé

©Quanta Terra
A terceira edição deste rosé tem quatro mil garrafas e foi feito apenas com Pinot Noir e tem um objectivo: «Conquistar a exigente geração dos millennials». Para isso conta com um «forte e orgulhoso perfil gastronómico» que serve para acompanhar «sushi, ostras gratinadas, paella ou caril de gambas».

A&D Wines Pintado 2020

©ADWines | Pintado
Da sub-região de Baião vem um rosé com Touriga Nacional e Vinhão com «notas delicadas de frutos vermelhos, aromas florais e a madeira bem integrada». Na boca sente-se «morango, groselha e água de melancia». Nesta colheita, o Pintado conseguir ainda a certificação de vinho biológico e vegan.

Vicentino Pinot Noir Naked Rosé 2019

©Vicentino | Pinot Noir Naked
Estes vinhos da Costa Vicentina chegaram ao mercado no Verão de 2020 e apresentam agora um rosé, numa «versão crua, sem recurso a barricas». Segundo a produtora, tem «aroma frutado, mostra-se suave na boca, com ligeira acidez e um final longo e salino».

Quintas de Melgaço Rosé 2020

©Quintas de Melgaço
Premiado com a medalha de ouro no Concours Mondial de Bruxelles 2021, este vinho é um blend das castas Alvarinho e Sousão/Vinhão com uma «cor rosada» e aromas de «frutos vermelhos, infusão de mentas e casca cítrica». Marisco, saladas, peixe e aperitivos são o pairing sugerido pela produtora.

Lemos Rosé

©Quinta Lemos
A produtora do Dão, que tem o restaurante Mesa de Lemos, tem um vinho leve: 9% de teor alcoólico, com notas «florais» e de «frutos vermelhos». O Lemos Rosé é um monocasta de Touriga Nacional com um «final de boca longo, persistente e viciante».

Síbio Rosé 2020

©RCV | Síbio Rose
«Um vinho com muita frescura e pleno de sabor, ideal para o Verão». É assim que a Real Companhia Velha descreve este vinho 100% Touriga Nacional que pode ser comprado em três versões: standard, magnum e double magnum. Na boca é «frutado, complexo» e tem um «bom volume».

Soalheiro Mineral Rosé 2020

©Quinta de Soalheiro
É um dos clássicos das listas de rosés. A proposta da Quinta de Soalheiro tem um teor alcoólico de 12% e é feita com duas castas: Alvarinho (70%) e Pinot Noir (30%). Este vinho é tem uma «cor rosa pouco intensa», é «aromático e fresco», com um fim de boca «mineral e ao mesmo tempo muito guloso».

LEIA AINDA:

Verão em tons de branco: 14 vinhos para reforçar a garrafeira (e o frigorífico) em Agosto

Equipa titular para as noites de Verão: 11 vinhos tintos para beber durante o mês de Agosto

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].