Navio mercante colide contra um pilar da ponte 25 de Abril – e se tivesse sido o Ever Given?

©Robert Schwemmer / Ever Given
©Robert Schwemmer / Ever Given

Foi um dos temas que dominou as notícias nas últimas semanas: um dos maiores navios do mundo bloqueou o canal do Suez; o que acontecia se tivesse sido no Tejo?

Durante sete dias, o navio chinês Ever Given bloqueou o canal do Suez e parou uma parte de economia mundial, uma vez que esta rota é usada por centenas de rotas comerciais, que transportam produtos de vários mercados.

Entre 23 e 29 de Março, o Ever Given esteve encalhado numa zona com “apenas” duzentos metros de largura (o navio tem o dobro, em comprimento) e impediu a passagem de mais de quatrocentas embarcações, o que representou um prejuízo de quase sessenta mil milhões de euros para o conjunto das empresas afectadas.

Colisão e bloqueio no Tejo: quais as consequências?

Na Quarta-Feira, outro navio mercante, o Ionic Hawk, colidiu com o pilar Sul da Ponte 25 de Abril, mas o impacto não é, nem de perto, nem de longe, comparado com o do Ever Given no Canal do Suez – este navio tem 180 metros, quase metade da embarcação que bloqueou o Suez.

Mas, se se tivesse sido o Ever Given a embater contra um pilar da Ponte 25 de Abril? Também teria sido, por exemplo, também capaz de bloquear o Tejo? Como curiosidade, em comparação com as dimensões da ponte de Lisboa, o Ever Given tem quase o dobro da altura de cada torre (400 metros/ 190 metros).

©Soska
©Soska / DR. | O Ever Given tem mais do dobro da altura de cada torre da Ponte 25 de Abril.

Contudo, e como o tabuleiro tem um comprimento de 2277 metros, seria impossível que o Ever Given bloqueasse o Tejo à navegação, como mostra a imagem em baixo: o navio tem menos de metade do vão principal da Ponte 25 de Abril, cerca de 1000 metros.

©Google Maps / DR.
©Google Maps / DR. | O Ever Given tem menos de metade do comprimento do vão principal da Ponte 25 de Abril – nunca poderia bloquear a navegação no Tejo, mas um embate num pilar poderia ter consequências graves.

Segundo a Capitania do Porto de Lisboa, o embate do Ionic Hawk não causou «danos estruturais aparentes» na ponte, estando o caso neste momento em investigação por parte da Polícia Marítima e a aguardar dados mais concretos da vistoria técnica.

Mas, se estivéssemos a falar do Ever Given, é bem provável que os estragos tivessem sido maiores (dependeria sempre da velocidade de embate) tendo em conta o porte: 199 mil contra as 34 mil toneladas do Ionic Hawk.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].