Audiogest ©Namroud Gorguis
Audiogest ©Namroud Gorguis

Audiogest junta meio milhão de euros para ajudar profissionais do espectáculo e de produção musical

A crise na cultura está a deixar vários artistas sem rendimentos, devido ao cancelamento de espectáculos e a Audiogest vai criar um fundo de ajuda de meio milhão de euros.

São 500 mil euros para ajudar profissionais do espectáculo e de produção musical e as candidaturas a estes fundos abrem até ao fim de Abril. Esta é a forma que a Audiogest encontrou para apoiar a cultura.

Este valor será gerido em conjunto com a GDA (Gestão de Direitos dos Artistas), que já tinha anunciado a disponibilização de mais financiamentos, e abre-se ainda a possibilidade de «apoiar também outras áreas das artes performativas».

Apoios do Estado inadaptados às características do sector

Segundo a Audiogest, este meio milhão de euros têm como objectivo, essencialmente, «garantir os postos de trabalho das empresas de produção musical e produção de espectáculos e a subsistência dos profissionais do sector», diz João Teixeira, presidente da associação.

A Audiogest esclarece ainda que os primeiros a ter acesso a este fundo serão as «microempresas de produção e edição musical associadas, artistas e outros profissionais de espectáculo e microempresas da área da produção e realização».

Esta associação lembra que este apoio de quinhentos mil euros tem um «carácter subsidiário e complementar dos apoios gerais disponibilizados pelo Estado» que, contudo, estão «inadaptados à situação de sazonalidade e precaridade do sector».

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].