SAL 2019
SAL 2019

Surf at Lisbon Film Fest: o cinema do SAL está de volta para apanhar ondas no São Jorge

A oitava edição do Surf at Lisbon Film Fest (SAL) está confirmada: o festival de cinema regressa ao São Jorge no início de Novembro com catorze sessões.

O São Jorge volta a ser o spot onde o Surf at Lisbon Film Fest fica quatro dias para uma mostra de cinema com uma programação que tenta dar uma «visão diferente e alternativa» para «sobrepôr à ideia pré-concebida do que é o surf».

Como já é habitual, os filmes vão entra numa competição que vai ter sete prémios: Melhor Longa Metragem, Melhor Curta Metragem, Melhor Produção Nacional, Melhor Edição, Melhor Fotografia, Melhor Banda Sonora e o Prémio Sustentabilidade. Lembre-se que, em 2018, foi Priboi o grande vencedor do SAL..

Seis filmes obrigatórios para ver no SAL 2019

Este ano, o SAL promete mais de quarenta filmes com destaque para seis produções: logo à cabeça estão And Two if by Sea, sobre os irmãos CJ e Damien Hobgood, realizado por Justin Purser; e Tender, um filme que conta a história do campeão do mundo de bodyboard Pierre Louis Costes, de Gustavo Imigrante e Dinis Sottomayor.

White Rhino é outro dos filmes a não perder no Surf at Lisbon Film Fest 2019: é a viagem do fotógrafo de surf Brian Bielmann em busca da imagem de uma vida – a da maior onda surfada; no mesmo tema das ondas gigantes está Heavy Water, sobre o rider Nathan Fletcher.

As duas últimas sugestões de filmes obrigatórios do SAL são Spoons – A Santa Barbara Story (realizado por Wyatt Daily) onde se vai perceber a influência que esta zona da Califórnia teve na história do surf; e um documentário nacional chamada Kalani, de Nuno Dias (quem em 2018 ganhou o prémio de Melhor Curta do SAL com Empties, sobre o bodysurfer Kalani Lattanzi, filmado entre a Nazaré e o Brasil.

Motas para o surf e exposições de fotografia no São Jorge

Uma das curiosidades do SAL 2019 é a ligação do surf ao mundo das motas com a presença no São Jorge de duas produções da Deus Ex Machina, uma marca australiana de customs, que tem modelos específicos para o transporte de pranchas.

Nas actividades paralelas, o Surf at Lisbon Film Fest alarga-se a outras artes e vai ter exposições de fotografia de André Carvalho, Daniel Espirito Santo e Miguel Carvalho; ilustrações de Luís Silva; pinturas de Pedro Batista; e uma instalação visual do Gliding Barnacles, um conhecido festival de surf e música da Figueira da Foz.

O SAL 2019 vai estar no São Jorge de 7 a 10 de Novembro e os bilhetes estarão à venda em breve nas bilheteiras do cinema e também na TicketLine. Contudo, os preços já são conhecidos: 4 euros (uma sessão), 18 euros (conjunto para cinco sessões) e 3,5 euros (menos de 25 e mais de 65 anos).

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].