App Lixo Marinho

Quer ajudar a limpar as praias e a contar o lixo que apanha do areal? Já há uma app para isso!

por • 14 Fevereiro, 2019 • Ecologia, High-TechComentários fechados em Quer ajudar a limpar as praias e a contar o lixo que apanha do areal? Já há uma app para isso!1875

Esta app foi desenvolvida por portugueses do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente e permite contabilizar vários tipos que lixo que encontramos nas praias.

O tema do lixo nas praias e no mar tem estado na agenda mediática: ultimamente temos ouvido falar muito (e visto imagens) dos oceanos de plástico e de praias que, antigamente eram paraísos, mas que agora parecem lixeiras.

Em Portugal houve, no final de 2018, uma iniciativa que teve como objectivo limpar uma das praias da Linha de Cascais: a Surf & Grab aconteceu a 15 de Dezembro na Torre e foi oganizada pela Surfrider Foundation.

Outros projectos mais antigos, como os ténis da Adidas feitos com plástico apanhado no mar, também vão tendo algum destaque, sendo que as novas colecções da marca de desporto continuam a ter estes modelos, a linha Parley.

Em 2019, e muito antes do início da época balnear em Portugal, há uma novidade que pode motivar qualquer um de nós a limpar as praias nacionais.

Trata-se de um projecto de «ciência-cidadã» criado por «investigadores do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), em parceria com a Associação Portuguesa do Lixo Marinho (APLM)».

O recurso é apresentado como uma app, chamada Lixo Marinho, mas a designação pode levar ao engano. Na verdade, como app apenas está disponível no Google Play, para dispositivos Android.

No iPhone, a realidade é diferente: o que temos é um site que parece uma aplicação, o que no mundo da tecnologia se costuma chamar um ‘site responsivo’ (preparado para ser mostrado em ecrãs de smartphones) ou, no limite, uma web app (uma aplicação que só pode ser usada num browser de Internet).

Para usar a Lixo Marinho tem de abrir o browser que usar no iPhone ou iPad (o Safari, por exemplo) e escrever o endereço lixomarinho.app.

Depois, é necessário fazer um registo com email e password ou usar o login do Facebook. O que nos aparece a seguir é um ecrã com vários tipos de lixo que podem ser encontrados numa praia.

Juntamente com cada ícone do tipo de lixo, como metal, madeira, borracha, plástico, vidro e papel, está um contador: sempre que tocarmos num deste ícones, ou seja, quando apanhamos um desses objectos, é adicionada uma unidade.

Aqui, existem ainda dois tipos de contagem: simples e científica. A primeira é composta pelos principais vinte tipos de lixo que se encontram nas praias portuguesas.

Já a contagem científica é dirigida a «investigadores/técnicos especializados e inclui uma lista mais alargada de tipos de lixo marinho», explica Filipa Bessa, do MARE. Esta segunda contagem é dirigida mais às «entidades responsáveis pelas monitorizações nacionais e internacionais deste tipo de poluição».

O site/web app da Lixo Marinho pode ser usada de forma individual ou, então, em eventos de limpeza dos areais, como a iniciativa de que já falámos, a Surf & Grab, que vai ter mais edições este ano em Portugal.