Turtleneck Club
Turtleneck Club

Turtleneck Club: o que será preciso para entrar nestas festas que chegaram a Lisboa?

Berlim, Nova Iorque e Londres são algumas das cidades que já receberam este clube onde só entra quem tiver uma determinada peça de roupa. Lisboa acaba de entrar no roteiro.

É já esta semana que Lisboa recebe a primeira festa pop-up do Turtleneck Club, onde é essencial que vá com um dress code muito específico: uma camisola de gola alta.

Não pense que este dress code é opcional, como acontece noutras festas em que as pessoas se fartam de transgredir. Aqui, quem não respeitar e quiser entrar, terá de tirar as calças.

A ideia de criar um clube de camisolas de gola alta foi de Craig Judkins, um empresário alemão que pensou nisto depois de regressar ao seu país, vindo de umas férias da Florida.

Craig Judkins foi organizando encontros que se transformaram em festas, um pouco por todo o mundo. Segundo o fundador, a gola alta está ligada a um grupo «selecto de personalidades culturalmente refinadas, que fazem da elegância um modo de vida e se reúnem em locais prestigiantes».

Por isso, se gosta de ambientes mais informais, tenha a certeza que fica longe da primeira festa do Turtleneck Club em Lisboa: dia 22 de Março, às 22:30 no Grémio Literário.

A festa, que vai ter o apoio do gin Hendrick’s, vai ter um DJ a por música e a entrada faz-se apenas por um convite que pode ser conseguido no site oficial do evento.

Se quer mesmo ir a esta festa e conseguir um convite, mas não tem uma camisola de gola alta, lojas como a Zara têm vários modelos à venda para homem e mulher a partir de 9,95 euros.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected]fidemo.pt.