Qual foi o pior presente de Natal que já recebeu?

Para a maioria dos portugueses, meias e cuecas foram as piores prendas que já receberam no Natal. Esta é a conclusão de um estudo de mercado feito pela Odisseias.

Com 26%, as meias foram indicadas como o pior presente de Natal que os inquiridos neste estudo receberam. Em segundo lugar vêm as cuecas, com 15% e os electrodomésticos, logo a seguir, com 14%.

Chocolates, porta-chaves, livros e chacecóis são os restantes presentes “traumáticos” para os portugueses. Mas o estudo de mercado da Odisseias também indica quais são as melhores prendas de sempre.

Aqui, as viagens dominam com 35%; depois vêm as jóias (25%), a tecnologia (23%) e, curiosamente, livros (13%). É caso para dizer que ainda há esperança na Humanidade, uma vez que os livros ainda são considerados, por mais gente, como uma boa prenda de Natal.

O estudo da Odisseias revelou ainda outros cenários; por exemplo, cada português vai comprar, em média doze presentes e fazer compras superiores a cem euros (66%). Neste Natal, apenas 5% dos inquiridos revelou ter um orçamento abaixo dos cinquenta euros.

Em relação às sugestões do género das comercializadas pela Odisseias, a escolha dos inquiridos vai para estadas em hotéis, massagens, jantares a dois e aventuras.

infografia-de-natal-odisseias

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].