O Córtex – Festival de Curtas-Metragens de Sintra já tem data para 2017

Aquela que será a 7.ª edição do Córtex – Festival de Curtas-Metragens de Sintra vai decorrer durante quatro dias no próximo mês de Fevereiro.

O Centro Olga Cadaval vai, como é hábito, ser o “quartel-general” da edição de 2017 do festival de cinema Córtex, em Sintra. Neste espaço vão passar curta-metragens nacionais e internacionais, que estarão a concorrer por um prémio, em três categorias: competição nacional, internacional e Mini-Córtex.

Em 2017, o Córtex vai ainda ter a secção Hemisfério (programada por uma instituição estrangeira) e uma sessão de abertura dedicada ao trabalho de um realizador «reconhecido internacionalmente, que tenha tido um percurso relevante no formato da curta metragem».

A organização ainda não avançou com um nome, revelação que só deve acontecer numa data mais próxima da realização do Córtex 2017. A programação do festival será também anunciada mais tarde.

Além do Centro Olga Cadaval, o Córtex também vai fazer uma “perninha” no No MU.SA (Museu das Artes de Sintra). Aqui vão decorrer atividades paralelas do festival: debates, workshops e masterclasses.

«Criámos um festival que privilegia e dignifica a curta-metragem ao tratá-la com impacto e estruturando um espaço cada vez maior para a sua promoção e divulgação», afirmam Michel Simeão e José Chaíça, directores artísticos do Festival.

Michel Simeão, fundador do Teatro Reflexo, foi o responsável por um dos projectos cénicos mais bem sucedidos de sempre em Sintra: o Projecto Casa Assombrada. Mais recentemente, o actor e encenador criou outro projecto, na mesma linha deste: um cluedo teatral chamado ‘Crime na Casa Museu’.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].