Quem Disse, Berenice? chega a Portugal

A marca de maquilhagem Quem Disse, Berenice? chega esta semana a Portugal, com a abertura de duas lojas. E a missão da marca brasileira está bem patente, ao colocar em causa conceitos e as ditas ‘regras’ do mundo da maquilhagem.

Partindo de questões como ‘batom vermelho só se usa à noite?’ ou o clássico ‘olho preto só pode ser usado à noite?’, esta gigante brasileira do grupo O Boticário quer dar mais liberdade criativa às mulheres. Aliás, isso é algo que é visível no slogan, com a Quem Disse, Berenice a assumir-se como ‘a marca de maquilhagem que já nasceu livre’.

A primeira loja abre já amanhã, dia 29 de Novembro, no Norte Shopping; dois dias depois, a marca chega a Lisboa, mais precisamente ao centro comercial Vasco da Gama. Na próxima semana, é tempo da abertura da loja do Dolce Vita Tejo, no dia 8 de Dezembro.

Ao assumir tanto a bandeira da liberdade de escolha, a marca conta com uma vasta gama de produtos, com acessórios de maquilhagem, produtos de rosto, lábios, olhos, vernizes e muito mais. Só nos batons, por exemplo, contam-se mais de 60 cores de batons, 60 cores de sombras, uma linha completa de vernizes com 30 cores e muito mais.

Ao contrário de outras marcas, que optam pelos nomes em inglês, a QDB faz jus à língua portuguesa, com batons vermelhos chamados Vermelhaço, Vermelhissimo ou sombras em tons mais neutros, como a Nudezita. Em relação aos preços, a Quem Disse, Berenice? tem coisas em comum com a também ‘recém-chegada’ a Portugal NYX: mostrar que é possível ter produtos com uma boa relação custo-qualidade, sem deixar as fãs de maquilhagem com rombos na carteira.

Cátia Rocha
Sonha ter um walk in closet desde pequenina, mas enquanto isso não acontece, contenta-se a coleccionar maquilhagem e anéis. Não consegue resistir a uma boa sobremesa e a um belo livro. Passa a vida a ouvir música e tem uma lista de todos os concertos que já viu.