Fábrica da Mini em Inglaterra está a converter automóveis clássicos em eléctricos

©Mini / BMW
©Mini / BMW

Para alguns fãs da marca, isto pode ser considerado uma heresia, mas a Mini tem mesmo um programa oficial de conversão eléctrica para os seus clássicos.

Em Inglaterra, quem tiver um Mini antigo e quiser transformá-lo num automóvel eléctrico, pode agora fazê-lo de forma oficial. A fábrica da marca em Londres (a Mini Plant Oxford) está a fazer conversões de clássicos e a substituir motores a combustão por baterias.

Para alguns fãs da Mini, substituir um motor a gasolina por um eléctrico pode ser visto como um atentado a um dos mais populares clássicos da história automóvel, mas a “febre” dos eléctricos contagiou mesmo esta vertente mais clássica da marca.

©Mini / BMW
©Mini / BMW | A transformação da marca é reversível – se o dono se arrepender, pode voltar a ter um motor a combustão.

Actualmente, a marca tem à venda um modelo completamente eléctrico, o Mini Electric, com 184 cavalos e uma autonomia de 233 quilómetros. Os preços começam nos 35 mil euros.

Em Inglaterra, quem quiser fazer uma conversão oficial da marca, fica com um Mini capaz de fazer cerca de 160 quilómetros com uma carga, o que torna os “novos” automóveis úteis para pouco mais que andar na cidade. A motorização eléctrica que a marca monta nos clássicos tem 120 cavalos e “faz” nove segundos dos zero aos cem.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].