Bold: há mais um café português (premium) em cápsulas de alumínio compatíveis com as máquinas Nespresso

©TRENDY | Cafés Bold
©TRENDY | Cafés Bold

Não há duas sem três: a marca portuguesa Improve Flavours criou uma nova gama de cafés “topo de gama”, que pode ser vista como uma alternativa a L’Or, Starbucks e à Nespresso.

Depois da Gimoka e de, no Verão de 2021, ter lançado os cafés em cápsula de alumínio L’Animo, a Improve Flavours volta a apostar no mesmo mercado, mas num novo segmento de preço.

A novidade é a gama Bold, que a empresa considera ser premium, com preços que estão equiparados aos de marcas como a L’Or, Starbucks e à própria Nespresso – as cápsulas são compatíveis estas máquinas.

Os cafés Bold chegam em oito opções, divididas em dois segmentos, com os nomes a serem inspirados em regiões do globo – a Normal inclui os Ristretto, Ristertto Decaffeinato, Trópico, Savana, Pacífico e Ecuator; a Origens tem apenas dois: Índia e Colômbia. De uma forma geral, todos têm como base os cafés arábica.

©Improve Flavours / DR.
©Improve Flavours / DR. | A gama Origens (caixa castanha) custa 3,89 euros; a Normal, fica por 3,49. Cada embalagem traz dez cápsulas.

Destes, o mais intenso é o Ecuator, 100% arábica, com notas de «cacau e frutos secos». Nas antípodas está o Trópico, «fresco e suave», com um sabor «frutado».

Esta cafés, que têm o selo de sustentabilidade Rainforest Alliance, podem ser comprados nos supermercados Recheio, Dott (online) e Pingo Doce, com preços de 3,49 e 3,69 euros, respectivamente para as versões Normal e Origens.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].